2 de março de 2021

Com informações do G1

Com apenas 22 anos, Amanda Gorman se tornou a mais jovem escritora a recitar um poema durante cerimônia de posse de um presidente dos Estados Unidos. A jovem americana apresentou “The hill we climb” durante a posse de Joe Biden nesta quarta-feira, 20.

O poema fala sobre a divisão que tomou conta do país e aborda a invasão ao Capitólio por apoiadores do ex-presidente Donald Trump em 6 de janeiro. Ele também pede pela união da nação.

Alguns dos versos mais emocionantes do poema de Amanda são: “Pois sempre há luz, se apenas formos corajosos o suficiente para vê-la, se apenas formos corajosos o suficiente para sê-la”; “Ser americano é mais do que um orgulho que herdamos. É o passado para o qual entramos e como o consertamos” e “A Democracia pode ser temporariamente postergada, mas não pode ser permanentemente derrotada”.

Nascida em Los Angeles em 1998, Gorman começou a se interessar por poesia ainda na infância. Filha de uma professora de ensino médio, seus primeiros trabalhos foram publicados em jornais quando era pequena.

A escritora se formou em sociologia na Universidade Harvard, colabora com o jornal “The New York Times” e já escreveu para revistas.

Também apresentou seu trabalho em programas de TV e eventos na Biblioteca do Congresso e no Lincoln Center. Por sua plateia, já passaram artistas e políticos, como Lin-Manuel Miranda, Al Gore, Hillary Clinton, Malala Yousafzai, entre outros.

Em 2017, Gorman se tornou a primeira poeta juvenil laureada nos Estados Unidos. Seu primeiro livro, “The One for Whom Food Is Not Enough”, foi publicado em 2015.

Neste ano, ela tem dois lançamentos marcados: o livro de poemas “The Hill We Climb”, que vai conter a obra lida durante a posse, e o livro ilustrado “Change Sings”.