26 de novembro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Carolina Givoni – Da Revista Cenarium

MANAUS – “O legado de honra do meu pai é inegociável, se eu ‘colocasse’ à venda, eu decepcionaria ele e toda minha família”, o discurso é do candidato a vereador, Hugo Bacelar (PSC), estreante nas eleições municipais que tenta resgatar, por meio de um mandato na Câmara Municipal de Manaus (CMM), as heranças políticas deixadas pelo pai, ex-deputado estadual do Amazonas, Eliúde Bacelar, que morreu em 2014.

“Meu pai faleceu em 2014 e desde então venho dando continuidade nos trabalhos comunitários no bairro da compensa, uma das bases dele. E, ao longo dos últimos seis anos, tenho ajudado pessoas no que é mais preciso. Agora com a pandemia, meu grupo de amigos e eu ficamos impedidos de entrar nas áreas mais carentes”, comentou.

Hugo afirma que não possui vertentes ideológicas fortes e que prefere “brigar” pelas pessoas comuns (Revista Cenarium/ Ricardo Oliveira)

Hugo é bacharel em Direito, mas o jovem de 25 anos prefere ser associado ao pai, a declarada inspiração da política dele. “Sou o cara que sempre viu o pai ajudando as pessoas, me inspirei em um cara do povo, que servia a comunidade. Se hoje na Compensa nós temos a feira modelo, o centro social e o campo ‘do estrela’ foram por conta de indicações meu pai”, declarou.

Herança

Sobre uma possível “herança”, Bacelar comenta que pretende não repetir os erros do pai. “Eu costumava ler muito ‘O Príncipe’, de Maquiavel e o que mais me chamou atenção no livro era o contexto do protagonista, que desejava ser temido. E no meu caso, não quero repetir os erros cometidos pelo meu pai. Analiso onde ele pode ter errado, para que eu não erre como ele num futuro mandato”, disparou.

O jovem de 25 anos é estreante no pleito municipal. (Revista Cenarium/ Ricardo Oliveira)

Sobre a diferenciação para outros candidatos jovens, Hugo afirma que não possui vertentes ideológicas fortes e que prefere “brigar” pelas pessoas comuns. “Tenho projetos sociais atuantes no bairro e conheço a comunidade. A maioria [dos candidatos jovens] luta por causas, eu luto para melhorar a vida dos cidadãos comuns. Posso andar na rua e bater na porta de várias casas diferentes, olhando nos olhos das pessoas e dizendo que os problemas delas também são meus”, ponderou Bacelar.

Atribuições de vereador

Entre as promessas de campanha, está a criação de um “Centro de Atendimento Comunitário ‘Deputado Bacelar’”, que, segundo ele, deve ajudar a desenvolver cursos de qualificação profissional nos Bairros. Além da criação de um centro de convivência da família e idoso.

No entanto, Hugo foi questionado sobre o papel do vereador, que não pode prometer a consolidação de obras. O candidato afirmou que o intuito é fazer uso de estruturas físicas já existentes para viabilizar a implantação desses projetos. “Já existe uma estrutura montada, só preciso de um mandato para colocar esses serviços para funcionar e com isso qualificar as pessoas e, posteriormente, direcioná-las ao mercado de trabalho”, detalhou. 

O candidato afirmou que o intuito do mandato é fazer uso de estruturas físicas já existentes para viabilizar a implantação de projetos sociais (Revista Cenarium/ Ricardo Oliveira)

Valores e alinhamentos políticos

O candidato afirma que não possui alinhamento político e que prefere dar continuidade ao legado do pai. “O legado de honra do meu pai é inegociável, se eu ‘colocasse’ à venda, eu decepcionaria ele e toda minha família. Acho que eu sou mais conservador, mesmo sendo jovem. Sei que é um pouco contraditório, mas no trabalho e para assuntos sérios, sou um pouco mais ousado. Se existir algo errado, vou querer bater de frente, mas tenho um espírito tranquilo, não ‘bateria’ em ninguém por briga política, isso não leva a nada, a não ser o fechamento de portas”, finalizou o candidato.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.