Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
25 de julho de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Victória Sales – Da Cenarium

MANAUS – O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), deu início ao terceiro mutirão de vacina contra a Covid-19, em Manaus. Em coletiva de imprensa na Arena da Amazônia, nesta quarta-feira, 21, o chefe do Executivo estadual afirmou que a meta é vacinar cerca de 60 mil pessoas durante os dois dias de ação.

De acordo com Wilson Lima, o Estado recebeu nessa terça-feira, 20, um lote com aproximadamente 45 mil doses. “Estamos disponibilizando aproximadamente 800 servidores e hoje estamos recebendo outro lote de 80 mil. Nós estamos funcionando aqui em horário estendido, até 0h”, disse.

Na oportunidade, o governador aproveitou para fazer uma convocação. “E eu aproveito aqui para fazer a convocação para quem tem 18 anos ou mais que venha se imunizar”, afirmou Lima. Questionado sobre as doses, Wilson ressaltou que o mutirão será para primeira e a segunda dose. “Quem tem 20 anos, 30 ou 40 anos, além de quem eventualmente perdeu a oportunidade se vacinar quando também pode vir fazer agora sem nenhum problema”, explicou.

Wilson Lima explicou que o Estado já aplicou mais de 2 milhões e 400 mil doses. Com primeira dose somada em torno de 1 milhão e 400 mil e segunda dose 600 mil. “Mas é importante que as pessoas se vacinem, importante que as pessoas compareçam aos postos de vacinação e que tomem também a segunda dose, pois ela é fundamental para completar o ciclo de imunização”, destacou.

Governador do Amazonas durante mutirão de vacinação em Manaus (Diego Peres/Secom)

Meta

Wilson Lima afirmou que em dois dias de mutirão ainda não vai ser possível atingir a meta de ter toda população acima de 18 anos vacinada, pelo menos na capital. “Mas a gente vai dar um passo muito significativo, pois a gente vacina 60 mil nesses dois dias, e aí durante a semana a gente continua o trabalho de vacinação nesse grupo e chamando também aqueles que ainda não se vacinaram”, explicou.

O governador ressaltou ainda que a meta era até final de agosto fazer com que toda a população do Estado estivessem vacinados com pelo menos a primeira dose. “Aqui na capital a gente tem a impressão de que a gente vai cumprir essa meta antes do esperado, então vamos torcer para que a gente tenha mais doses que a gente mantenha essa regularidade de envio de vacinas para o Amazonas que a gente vai conseguir avançar bem”, salientou.

Ele aproveitou o momento para lembrar que todas as vacinas são eficazes contra a Covid-19 e fez um pedido para que a população não escolha qual vacina tomar. “Não tem essa história de ficar escolhendo qual vacina tomar, todas as vacinas funcionam contra a Covid-19, vacina boa é a vacina que está no braço”, disse.

Questionado sobre punição para quem está escolhendo a vacina que quer tomar em outros Estados, Wilson afirmou que o objetivo não é punir quem quer que seja, a vacina está disponível pra todo mundo, quem quiser se vacinar pode se deslocar em um dos postos que será vacinado.