Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
22 de outubro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml
Victória Sales – Da Cenarium

MANAUS – Carregando 191 medalhas, entre ouro, prata e bronze, Adriele Marcela da Cruz Cordeiro, de 10 anos, afirma que o maior sonho é chegar às Olimpíadas, representar o Amazonas e trazer o ouro para o Estado na natação. Em conversa exclusiva à CENARIUM, a atleta e o pai dela contam como a menina iniciou no esporte e também falaram sobre a inspiração para continuar.

Segundo Adinilson Coelho, o pai de Adriele, tudo começou quando eles estavam em um parque aquático em outro Estado e a mãe tinha ido com a criança e o irmão gêmeo, Marcos, em um tobogã. “A Marcela sempre foi mais ousada que o Marcos e, quando eu vi, eles descendo do brinquedo, eu disse que a Marcela iria largar a boia e, realmente, quando a Marcela veio com a boia, eu já avisei o salva-vidas que ela iria largar a boia, foi dito e feito”, explicou.

Adinilson conta ainda que a piscina tinha grande profundidade, mas ela largou a boia e o salva-vidas, e ele pulou atrás dela. “Quando ele chegou perto dela, ela falou para ele largá-la, porque ela sabia nadar, mas nem sabia. Então, ela começou a nadar ‘cachorrinho’ até a beira da piscina. No dia seguinte que nós chegamos em Manaus, eu coloquei a Marcela numa escola de natação apenas para que ela aprendesse a nadar”, relatou.

Sonhos e conquistas

Questionada sobre a maior inspiração para a carreira, Adriele conta que a maior inspiração é nadadora Katinka Hosszú, também conhecida como “Dama de Ferro”.

“Eu me inspiro na Dama de Ferro, ela é guerreira, vai na piscina e dá o seu melhor. É uma nadadora profissional de longa distância de costas”, diz a atleta, cujo maior sonho é competir nas Olimpíadas. “Meu maior sonho na natação é chegar nas Olimpíadas representando o nosso Estado, ganhar várias medalhas, se puder, todas de ouro”, explicou.

Adinilson contou também que a filha é a primeira colocada no ranking brasileiro. Com 11 provas para disputar na categoria de faixa etária, ela já competiu em oito e ficou em primeiro lugar em todas. “Só tem duas provas que ela ainda não nadou, pois os campeonatos começaram agora. Mas o nosso objetivo final é fazer com que a Marcela fique em primeiro do ranking nas onze provas que ela pode disputar na categoria dela”, destacou.

(Reprodução/Instagram)

Emocionado, o pai da atleta explicou que isso é mais inédito ainda para o Estado do Amazonas. “A gente tem muito orgulho do Amazonas, do pessoal da natação saber quem é a Adriele, pois a gente não tem muito patrocínio, não tem ajuda de ninguém, e mesmo assim ela consegue ficar em primeiro lugar do ranking brasileiro, ganhando de meninas de clube que tem toda a estrutura, clubes como Flamengo, que tem equipe por trás”, disse.

Questionada sobre os planos para o futuro, Adriele afirma que pretende treinar mais ainda para conseguir chegar até as Olimpíadas. “Daqui para frente eu vou treinar muito, porque não é fácil chegar nas Olimpíadas, e eu quero muito chegar até lá”, afirmou.

A atleta Adriele Marcela, aposta para a natação amazonense (Reprodução/Instagram)