Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
25 de setembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Iury Lima – Da Cenarium

VILHENA (RO) – O piloto de um avião sem plano de voo e carregado com 324 kg de cocaína foi obrigado a pousar em uma pista dentro da floresta, em Rondônia, depois que a pequena aeronave foi detectada pela Força Aérea Brasileira (FAB), sobrevoando entre o Estado e o vizinho, Mato Grosso. O caso ocorreu no último sábado, 31 de julho, mas foi divulgado pela Polícia Federal (PF) apenas nesse domingo, 1.

O voo clandestino entrou na mira da FAB na divisa entre os municípios de Machadinho D’Oeste (RO), que fica a quase 300 quilômetros de Porto Velho, e Colniza (MT). A partir daí, o avião passou a ser perseguido por caças e outras aeronaves da Força Aérea, que conseguiu interceptar o transporte da droga com o apoio da Polícia Federal.

A droga estava dividida em tabletes e separada em sacos. (Reprodução/Polícia Federal)

Tráfico internacional

Os mais de 300 kg da substância foram descobertos durante a revista interna feita pelos agentes. Toda a mercadoria ilegal estava dividida em tabletes e separada em vários sacos.

A PF suspeita que a aeronave do modelo Cessna 182P tenha vindo da Bolívia, país vizinho. O piloto conseguiu fugir dos policiais, correndo para dentro da mata, logo após ter realizado o pouso.

Os agentes descobriram que o avião estava carregado de entorpecentes ao revistarem o interior da aeronave. (Reprodução/Polícia Federal)

O caso foi tratado como uma operação de enfrentamento ao tráfico internacional de drogas por via aérea, que contou ainda com a colaboração do Grupo Especial de Fronteira (Gefron) de Mato Grosso. “Essa atividade faz parte de esforço conjunto e integrado das forças envolvidas para a repressão a voos ilícitos de pequenas aeronaves carregadas com drogas, oriundas dos países produtores vizinhos”, escreveu em nota a Polícia Federal.

Ao final da operação, a aeronave também foi apreendida. A Polícia Federal informou que as investigações seguem em andamento para identificar os demais envolvidos. 

Sem plano de voo, a PF acredita que o avião tenha partido da Bolívia. (Reprodução/Polícia Federal)

Veja momentos antes do pouso

Militares da FAB perseguem avião carregado com drogas entre Rondônia e Mato Grosso. (Reprodução/Polícia Federal)