Alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal, Abraham Weintraub deixa o MEC

Alyne Araújo – Da Revista Cenarium

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, deixou o governo de Jair Bolsonaro na tarde desta quinta-feira, 18. Ele já tinha admitido a aliados que deveria deixar o cargo e é alvo de inquérito das Fake News, no Supremo Tribunal Federal (STF).

Entre os nomes cotados para assumir o ministério está o do secretário nacional de alfabetização, Carlos Nadalim. Weintraub pode assumir um cargo no Banco Mundial.

Abraham Weintraub afirmou que segue apoiando o presidente. “Agradeço a honra que foi participar do seu governo. Continuarei lutando pela liberdade, mas de outra forma”, disse.

Bolsonaro disse que esse era um momento difícil. “A confiança você não compra, você adquire”, afirmou. “Todos os meus compromissos de campanha continuam em pé. Jamais deixarei de lutar pela liberdade, eu faço o que o povo quiser”.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO