Amazonas passa dos mil infectados por dia; curva aumentou em maio

Da Revista Cenarium

MANAUS – O Amazonas registrou mais 1.134 casos de Covid-19 nesta quarta-feira, 06, totalizando 9.243 casos. É o maior pico de contaminados no período de 24h desde o início da pandemia. Nos primeiros dias de maio, a curva já atingiu seu pico, conforme previsões da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), tomando por base, também, a baixa adesão de isolamento no estado.

O maior pico da curva de contaminação em abril foi no dia 29, com 464 novas pessoas infectadas, contrastando com o recorde de hoje, com 1.139. O aumento de mortes também registrou diferenças com abril. Hoje, mais 102 óbitos deram positivo para a Covid-19 como causa. Em abril, o dia 30 foi o que havia registrado mais mortes, com 45 até então. Ao todo, atualmente, são 751 mortes da pandemia do coronavírus.

O boletim de hoje aponta que 5.802 pessoas estão em isolamento social ou domiciliar, com sintomas brandos da doença. Mais 189 pessoas se recuperaram da doença e estão fora do período de transmissão do vírus, perfazendo 2.286 pessoas.

Dos 9.243 casos confirmados no Amazonas, 5.474 são de Manaus (59,22%) e 3.769 do interior do estado (40,78%). 53 municípios têm casos confirmados, sendo Manacapuru (630); Parintins (311); Tabatinga (266); Santo Antônio do Içá (206); Iranduba (195); Rio Preto (175); Coari (161); Itacoatiara (160); Maués (150); Tefé (150); Careiro Castanho (134); São Paulo de Olivença (122); Presidente Figueiredo (118); Carauari (117); Autazes (109) e Tonantins (69).

Também Amaturá (63); Boca do Acre (59); Anori (56); Benjamin Constant (50); Urucará (39); Silves (31); São Gabriel da Cachoeira (30); Nova Olinda do Norte (29); Tapauá (29); Fonte Boa (24); Maraã (24); Manaquiri (23); Lábrea (22); Itapiranga (18); Careiro da Várzea (17); Novo Airão (17); Barreirinha (16); Beruri (16); Urucurituba (14); Novo Aripuanã (13); Borba (11); Jutaí (11); Boa Vista do Ramos (10) e Barcelos (9).

Os municípios de Eirunepé e Manicoré têm oito casos cada um. Caapiranga, Codajás e São Sebastião do Uatumã têm sete casos cada um. Santa Isabel do Rio Negro tem seis casos. Canutama e Humaitá têm cinco casos cada um. Anamã e Nhamundá têm quatro casos cada um. Alvarães tem dois casos. Os municípios com apenas um caso confirmado são Atalaia do Norte e Juruá.

Indígenas

Na última atualização da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), datada de ontem, consta que mais cinco indígenas estão contaminados. Ao todo, são 123 no Amazonas. Mais duas mortes também foram confirmadas, somando nove. O Alto Rio Solimões segue coma a região mais atingida, com 75 casos. As taxas já foram alarmadas por movimentos nacionais de estarem equivocadas, pela subnotificação.

Óbitos e internações

Entre pacientes da capital, até o momento, há o registro de 532 óbitos confirmados. 33 cidades do interior também estão nesta estatística, sendo Manacapuru (41); Coari (23); Parintins (21); Itacoatiara (17); Maués (15); Autazes (13); Tabatinga (12); Iranduba (12); Tefé (10); Presidente Figueiredo (6); Santo Antônio do Içá (5); Careiro Castanho (5); Benjamin Constant (5); Tonantins (4); São Paulo de Olivença (3) e São Gabriel da Cachoeira (3).

Também Novo Airão (3); Rio Preto da Eva (2); Urucará(2); Manaquiri (2); Beruri (2); Barcelos (2); Carauari (1); Amaturá (1); Anori (1); Silves (1); Tapauá (1); Itapiranga (1); Barreirinha (1); Novo Aripuanã (1); Borba (1); Manicoré (1); e Nhamundá (1); totalizando 219 mortes por Covid-19.

Há 404 pacientes internados confirmados para a doença, sendo 245 em leitos clínicos (68 na rede privada e 177 na rede pública) e 159 em UTI (66 na rede privada e 93 na rede pública).

Outros 904 pacientes internados considerados suspeitos aguardam a confirmação do diagnóstico. Desses, 679 estão em leitos clínicos (207 na rede privada e 472 na rede pública) e 225 estão em UTI (97 na rede privada e 128 na rede pública).

Outros 101 óbitos estão em investigação e 40 foram descartados para o novo coronavírus. Mais informações podem ser encontradas nos sites www.coronavirus.amazonas.am.gov.br e www.saude.am.gov.br/painel/corona.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO