28 de fevereiro de 2021

Victória Sales – Da Revista Cenarium

MANAUS – Durante essa terça-feira, 19, a Polícia Federal (PF) realizou a escolta das primeiras 20 mil doses de vacina para Tabatinga, um dos municípios com mais indígenas do Amazonas. Com a chegada das doses, uma anciã da comunidade Ticuna foi a primeira a ser imunizada contra Covid-19.

Transportadas com o apoio da Força Aérea Brasileira (FAB), as doses ainda contaram com uma operação de segurança forte, composta por 10 policiais federais que escoltaram a vacina até a unidade de imunização. A ação contou com o apoio do Exército Brasileiro (EB), da PF e da Polícia Militar do Estado do Amazonas (PM-AM).

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) informou que Tabatinga, juntamente com São Gabriel da Cachoeira e São Paulo de Olivença foram os municípios que mais receberam a maior quantidade de doses da vacina no Estado.

Distribuição

De acordo com o relatório da FVS-AM, entre a capital e interior foram distribuidas um total de 221.593 doses. Segundo o Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, a prioridade dentro da primeira fase de aplicação das doses é a vacinação de indígenas aldeados maiores de 18 anos, profissionais da saúde e idosos e pessoas com deficiência (PCDs).

As recomendações definiram que devem ser garantidas as duas doses para os grupos em localizações mais remotas. As quantidades distribuídas entre os muncípios deverão atender a população indígena aldeada, 34% dos trabalhadores da saúde.

Por meio de nota técnica enviada para as coordenações estaduais, o governo de Jair Bolsonaro afirma que a primeira remessa das doses da vacina não será possível atender toda a população, e por isso será necessário fazer a seleção de prioridades.

No Amazonas, foram distribuídas 181.521 doses para o interior do Estado, vale lembrar que os municípios não receberam as vacinas em sua totalidade e isso acontecerá quando novos lotes forem entregues pelo Ministério da Saúde.