6 de março de 2021

Com informações da Revista Fórum

MANAUS – A Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) indiciou a apresentadora Antônia Fontenelle pelos crimes de racismo e xenofobia contra a atriz da TV Globo Giselle Itié, que nasceu no México. A informação é do UOL. Em resposta a um comentário da atriz em uma rede social, a blogueira bolsonarista mandou Giselle “voltar” para o seu país de origem.

Na publicação, Giselle havia revelado que foi assediada por um diretor da Globo quando tinha 23 anos. Após as ofensas, Giselle Itié entrou com um processo contra a apresentadora. Na sequência, Fontenelle prestou depoimento na Decradi e, em seguida, acabou indiciada.

A blogueira se notabilizou por criar inúmeras polêmicas com pessoas famosas e do meio artístico como Felipe Neto, Xuxa, MC Carol, Regina Casé, entre outros. Neste mês, o Ministério Público de São Paulo (MP-SP) resolveu acatar uma outra denúncia de LGBTfobia e racismo contra Fontenelle, Carlos Silva, o Mendigo, e o cantor baiano Netinho. A denúncia partiu de Agripino Magalhães, suplente de deputado estadual e ativista dos direitos LGBTI+.

No caso de Fontenelle, ela havia feito o seguinte comentário a respeito da canção “Fricote”, de Luiz Caldas: “Nega do cabelo duro, que não gosta de pentear… Hoje em dia não se pode falar nada porque ‘tudo é racismo’, ‘tudo ofende’ e ‘tudo é mimimi’”.