Com a suspensão de cobranças na luz, consumidor deve ser cauteloso, alerta concessionária

Mencius Melo – da Revista Cenarium

Mesmo com boa parte das cobranças suspensas por conta da pandemia da Covid-19, as empresas que administram serviços essenciais, como o fornecimento de energia, estão contabilizando os consumos das famílias, por isso, é bom ter cuidado com a falsa sensação de que as faturas não irão pesar. Para ajudar os leitores a não esquecer o detalhe, a Revista Cenarium conversou com a direção da empresa responsável pelo serviço.

Segundo o Diretor-Presidente da Amazonas Energia, Tarcísio Rosa, o grande vilão é o ar-condicionado. “É importante lembrar que o que mais consome energia é, sem dúvida nenhuma, o ar-condicionado”, destacou. “A gente pode até lembrar do chuveiro elétrico, que também consome, mas o tempo que permanece ligado, é pequeno, enquanto o ar-condicionado passa-se a noite inteira”, comparou.

O presidente da empresa de energia elétrica recomenda que durante o dia, o importante é evitar o ar-condicionado. “Mantenha a casa aberta. Isso para a saúde é melhor e se tiver de ligar, quando necessário, usar preferencialmente a temperatura de 22º, 23º que é uma temperatura agradável e que significa economia”, orientou.

Conta que um dia vai chegar

Morador do Sangri-lá, no bairro do Parque 10 de Novembro, Zona Centro-Sul, o profissional liberal Bruno Gomes conta que todo mês há preocupação com faturas. “O serviço de cobrança está bem ativo, por isso, reduzi mais ainda meu consumo, porque depois que eles (Amazonas Energia) instalaram o contador digital, tenho a impressão que minha conta fez foi aumentar”, ironizou.

Ainda segundo ele, mesmo passando o dia fora de casa, o valor cobrado pouco mudou. “Mesmo com a pandemia, saio para trabalhar porque meu trabalho é solitário, não envolve aglomeração, mas, noto que isso pouco influencia na conta e olha que eu fico fora de casa, minhas lâmpadas são todas de led, e mesmo assim a conta vem sempre na casa dos R$700 reais”, reclamou.

Negociação

Ao ser questionado se a empresa tem um plano pós pandemia, para aqueles que, por algum motivo, vierem a ultrapassar o consumo médio de energia ou mesmo para situações elencadas como a do consumidor Bruno Gomes, Tarcísio Rosa explicou.

“Essa pandemia foi um aprendizado para nós. Tivemos que priorizar a manutenção e a operação, trabalhando 24h por dia para manter o fornecimento para todo o Estado do Amazonas”, detalhou. “No atendimento também tivemos que mudar para proteger a população, nossos empregados e colaboradores, para isso desenvolvemos o atendimento on line”, continuou.

“Mudamos em 10 dias, o que tínhamos planejado em um tempo muito maior, hoje você pode pagar a sua conta no celular, no computador, baixar a conta, pedir ligação ou religação, renegociar sua parcela, ou seja, tudo o que se faz na loja, que está fechada, você faz no atendimento on line”, resumiu.

Como forma de explicitar ainda mais as facilidades para uma possível negociação, o dirigente informou. “Você pode 08007013001 fazer todas as perguntas e voce terá todas as respostas ou no site www.amazonasenergia.com, tudo se resolve, por esses dois canais”, finalizou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO