Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
1 de dezembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Com informações da assessoria

MANAUS – A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) realiza, de 2 a 11 de agosto, uma visita técnica para investigar ataques e realizar captura e controle de morcegos hematófagos em comunidades rurais de Coari (a 363 quilômetros a oeste de Manaus). Foram registrados 20 casos de ataques por morcegos hematófagos, na comunidade, durante as últimas semanas.

A espécie de morcegos hematófagos (Desmodus rotundus) se diferencia das outras por se alimentarem de sangue, podendo atacar tanto animais quanto humanos, o que gera o risco de transmissão do vírus da raiva, por meio da mordida.

A ação é coordenada pela Gerência de Zoonoses do Departamento de Vigilância Ambiental da FVS-RCP (GZ/DVA/FVS-RCP), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Coari (Semsa/Coari). O objetivo é agir no controle populacional da espécie.

A FVS-RCP recebeu o alerta sobre os ataques dos morcegos hematófagos por meio da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf/AM) e, juntamente com a Semsa/Coari, realizou o planejamento para a captura dos animais e suporte às pessoas que sofreram os ataques.

O diretor-presidente da FVS-RCP, Cristiano Fernandes, destaca que a visita tem o intuito de controlar a ocorrência de ataques por morcegos hematófagos o mais rápido possível, para evitar danos à saúde pública no município. “Essa espécie de morcego oferece um grande risco à saúde humana, por isso é essencial que seja feito o controle seletivo dos morcegos associados às agressões nas localidades, para evitar mais ataques e óbitos por raiva”, reforça Cristiano.

A responsável pela GZ/DVA/FVS-RCP, Ana Cristina Campos, explica que os técnicos realizam o controle dos animais a partir da aplicação de uma pasta vampiricida. “Após o morcego hematófago ser capturado, é feita a aplicação de uma pasta anticoagulante no dorso do animal. Esse morcego será devolvido ao ambiente natural para interagir com outros que terão contato com a pasta e morrer”, esclarece Ana Cristina.

Dados sobre ataques

De janeiro a julho deste ano, 37 casos de ataques por morcegos foram notificados no Amazonas, enquanto no mesmo período do ano anterior foram 108 casos registrados, representando uma redução de 65%.

Municípios

Os municípios do Amazonas que mais notificaram ataques por morcegos no período de janeiro e julho deste ano foram: Manaus (10), Humaitá (8), São Gabriel da Cachoeira (6), Carauari (2), Coari (2), Urucará (2), Atalaia do Norte (1), Benjamin Constant (1), Fonte Boa (1) e Maués (1).

Referência

A FVS-RCP é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas, que inclui o controle da população de morcegos hematófagos, realizado pela Gerência de Zoonoses. A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus.  Contato telefônico da FVS-RCP (92) 3182-8550 e 3182-8551.