Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
28 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Iury Lima – Da Revista Cenarium

VILHENA (RO) – Após atraso e fila de espera pela CoronaVac, o Ministério da Saúde (MS) enviou mais de sete mil doses para Rondônia. As doses saíram da capital, rumo às cidades-sedes de Regionais de Saúde no domingo, dia 9. Depois desse processo, as unidades são destinadas aos 52 municípios com base na necessidade de cada um.

A imunização com a CoronaVac estava suspensa desde o mês passado por falta de insumo vacinal e mudanças no cronograma de entregas do Ministério da Saúde, causando uma fila de espera de pelo menos 6 mil pessoas pela segunda dose do imunizante da farmacêutica chinesa Sinovac, produzido no Brasil, em parceria com o Instituto Butantan. 

As novas unidades foram recebidas neste último sábado, 8, em Porto Velho, e de acordo com o Governo de Rondônia, fazem parte ainda da 18ª remessa, entregue na semana passada, que continham também 28.900 mil doses da AstraZeneca.

Visão negativa

Doses são destinadas a idosos, que já aguardavam, e profissionais de segurança e salvamento (Reprodução/Governo de Rondônia)

Com o atraso na vacinação, Rondônia aparece entre os Estados brasileiros com os piores índices de aplicações de imunizantes no país, com apenas 11,62% da população com cobertura vacinal de um total de 1.796.460 milhão de habitantes, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com 11,62% e 5,51% vacinados com a primeira e segunda dose, respectivamente.

Por isso, além de explicar que as novas doses de CoronaVac recebidas pelo Estado, serão destinadas às pessoas que têm entre 60 e 64 anos, que já aguardavam e profissionais das Forças Armadas, de Segurança e Salvamento, o Coordenador Estadual de Imunização, Ivo Barbosa, também faz um apelo em relação aos dados enviados ao Ministério da Saúde por secretariais municipais.

“O Estado de Rondônia está recebendo essas 7.500 doses justamente para completar o esquema vacinal das pessoas pela 2ª dose, e gostaria de solicitar aos municípios que alimentem os sistemas de informação para prestação de contas do Painel Covid-19, assim saíremos das últimas colocações no ranking de doses aplicadas no País”,

Ivo Barbosa, coordenador de vacinação de Rondônia

O coordenador também informou que mais dois novos lotes devem chegar ao Estado na próxima semana, especificamente na quinta-feira, 13, e sábado, 15, e que o Estado espera que, com isso, o atraso das entregas seja solucionado, contando que não surjam novos equívocos de logística do Ministério da Saúde. 

Veja como ficou a distribuição para as regionais:

i-Paraná: 1.850;
Cacoal: 650;
Vilhena: 750;
Ariquemes: 1.020;
Rolim de Moura: 1.000 e
Porto Velho: 2.230