26 de fevereiro de 2021

Com informações do G1

SÃO PAULO – Os ADrs (Recibos de Depósitos; certificados de ações) da Petrobras em Nova Iorque registram forte queda na noite dessa sexta-feira, 19, após o presidente Jair Bolsonaro indicar o general Joaquim Silva e Luna, atual diretor da Itaipu Binacional, para o comando da estatal.

Às 20h49 (horário de Brasília), os ativos Petróleo Brasileiro S/A ADR operavam com perdas de 13,59% no after market, cotados a US$ 9,35, depois de uma queda de 7,12% no pregão regular. No mesmo horário, os da Petróleo Brasileiro S/A ADR A, por sua vez, registravam queda de 14,88%, cotados a US$ 9,14.

O general Joaquim Silva e Luna está no comando da Itaipu desde janeiro de 2019. Sua indicação faz parte de uma estratégia do governo de colocar militares em postos de comando das estatais. Ele será o primeiro militar a assumir a Petrobras desde 1989, quando o oficial da Marinha Orlando Galvão Filho deixou o cargo.

Troca anunciada

Nos últimos dias, o presidente Jair Bolsonaro começou a subir o tom com o rumo da gestão de Castello Branco, quem ocupava o cargo de presidente da Petrobras. A crítica principal era relacionada aos sucessivos aumentos de preço dos combustíveis na refinaria — na quinta-feira, 18, os preços subiram pela quarta vez em 2020. Com o avanço seguido dos preços dos combustíveis, Bolsonaro indicou que haveria mudanças na companhia. O presidente também prometeu zerar o imposto sobre o diesel e gás de cozinha.