‘Maus Caminhos’: após decisão judicial, Mouhamad Moustafa pode ser solto neste final de semana

Mencius Melo – Da Revista Cenarium

O médico Mouhamad Moustafa, preso desde 2018 na Operação ‘Maus Caminhos’, da Polícia Federal por desvios de mais de R$ 100 milhões da Saúde pública, pode, por decisão do Ministro Nefi Cordeiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ser solto ainda nesse final de semana. A decisão foi publicada na quarta-feira, dia 20, e permite ao réu, ficar em liberdade até o julgamento do mérito.

A decisão do Ministro Nefi Cordeiro, revogou a sentença da juíza Federal da 4ª Vara da Seção Judiciária do Amaonas, Ana Paula Serizawa.

Operação devastadora

A ‘Operação Maus Caminhos’ da Polícia Federal (PF), foi deflagrada em 2016 a pedido do Ministério Público Federal do Amazonas (MPF/AM), para investigar desvios milionários da saúde no Amazonas, que chegaram a mais de $100 milhões, segundo o MPF/AM.

O nome se dá porque o alvo primeiramente das investigações foi o Instituto Novos Caminhos (INC), que abrigava, segundo o MPF, uma quadrilha organizada para o crime de desvio das verbas destinadas a saúde do Amazonas.

O membro mais vistoso do esquema era o médico Mouhamad Moustafa que, sem o menor pudor, se exibia carros de luxo e era constantemente visto em camarotes de eventos concorridos de Manaus. Sempre ostentando um padrão de vida muito a quem, do que a profissão de médico permitia.

Mouhamad, segundo consta no processo, chegou a patrocinar com o dinheiro público, duplas sertanejas do Centro Oeste. O ápice da operação foi a prisão e queda do então governador José Melo, apontado como o maior beneficiário do esquema.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO