Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
16 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Gabriel Abreu – Da Revista Cenarium

MANAUS — A Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) intensificou, nesta quarta-feira, 5, a ação de sensibilização e de estímulo à testagem contra a Covid-19 no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, bairro Tarumã, zona Oeste de Manaus. O objetivo da ação é detectar a testagem e alertar para a manutenção dos cuidados de prevenção à doença em todas as portas de entrada da capital amazonense, além do aeroporto, os profissionais de saúde realizam a testagem na Rodoviária e no Porto de Manaus.  

“Já estamos fazendo [testagem] desde o ano passado e, nesse período de festa, conversamos com o governador Wilson Lima e resolvemos intensificar essa ação. Já estivemos aqui, eu e a presidente da FVS-RCP (Tatyana Amorim), em outras vezes, para ver como a coisa estava funcionando e agora resolvemos fazer essa divulgação para estimular as pessoas, e você já viu que isso funcionou bastante, estimule as pessoas a realizar esse teste”, ressaltou Anoar Samad, secretário de Estado de Saúde.

De 31 de maio de 2021 até esta terça-feira, 4, foram realizadas 41.321 testagens, sendo 17.399 no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, 13.301 na Rodoviária de Manaus e 10.621 no Porto de Manaus. Do total de testagens realizadas (41.321), foram identificados 346 casos positivos, sendo 207 no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, 53 na Rodoviária de Manaus e 86 no Porto de Manaus.

De 31 de maio de 2021 até esta terça-feira, 4, foram realizadas 41.321 testagens, sendo 17.399 no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, 13.301 na Rodoviária de Manaus e 10.621 no Porto de Manaus. Do total de testagens realizadas (41.321), foram identificados 346 casos positivos, sendo 207 no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, 53 na Rodoviária de Manaus e 86 no Porto de Manaus.

Ômicron

Nessa quarta-feira, 4, a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) confirmou o primeiro caso da variante Ômicron no Estado. A paciente vinda de Fortaleza fez o teste contra doença no posto do Aeroporto de Manaus. A mulher, de 27 anos, precisou cumprir 14 dias de isolamento. A paciente tinha sintomas leves de tosse e coriza e com calendário vacinal completo, incluindo a dose de reforço. A FVS-AM monitora outros casos da Ômicron, mas não informou o número exato de mapeamento genômico encaminhado à Fiocruz Amazônia.

“Nós ainda não temos a transmissão comunitária, mas vai ter, não temos como impedir, é uma questão de tempo até que a Ômicron esteja aqui e ela já está. Todos nós já esperávamos, agora a transmissão comunitária vai acontecer, vamos atrasar ao máximo, mas vai acontecer. Entenda, a luta contra o vírus é de todos nós, não adianta a imprensa fazer o papel, o que faz muito bem, não adianta os Estados e municípios fazerem a parte deles, nós temos vacina para todo lugar, temos falado isso o tempo inteiro para que as pessoas continuem usando a máscara e evitar a aglomeração”, disse Samad.

Atrasados

Durante a coletiva, o secretário de Saúde Anoar Samad fez um alerta informando que mais de 400 mil pessoas estão com a segunda dose atrasada e 600 mil pessoas ainda não tomaram a dose de reforço.

“Minha gente, nós não temos outra arma contra esse vírus, o que está proporcionando esse novo normal que estamos vivendo hoje é porque nós temos a vacina”, afirmou o Anoar Samad.