26 de fevereiro de 2021

Gabriel Abreu – Da Revista Cenarium

MANAUS – Depois de ser adiado em janeiro por conta da nova onda de casos do novo coronavírus no Amazonas, mais de 160 mil estudantes são esperados para fazerem as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nesta terça-feira, 23, e quarta-feira, 24. Para tentar frear as aglomerações nos locais de provas, o governo estadual decretou feriado escolar e ponto facultativo no Estado.

Estudantes chegando para as provas do maior exame de cursos do Brasil (Gabriel Abreu/Revista Cenarium)

As provas no Amazonas foram adiadas por determinação da Justiça Federal, inicialmente, a aplicação estava marcada o dia 17 de janeiro e como foi suspensa, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) remarcou as provas para fevereiro.

Além dos candidatos do Amazonas, outras duas cidades de Rondônia suspenderam a prova devido à pandemia. Quase quatro mil candidatos participarão da reaplicação do Enem também nesta terça-feira, 23, em Rolim de Moura e Espigão D’Oeste, em Rondônia.

Este ano não houve as listas com os nomes dos participantes em portas de salas. A medida foi tomada para evitar aglomeração. O candidato precisa levar o cartão impresso ou no celular e apresentar ao fiscal antes de entrar na sala de aula. Antes de entrar na sala, o candidato deve higienizar as mãos, respeitar o distanciamento entre as pessoas e usar máscaras de proteção durante todo o tempo.

Horário das provas

Em Manaus, a abertura dos portões acontece às 10h30 nos dois dias de prova. O fechamento dos portões será às 12h. A aplicação das provas deve começar às 12h30, e encerrar às 18h no primeiro dia. No segundo dia, as provas devem encerrar às 17h30. A recomendação é que os participantes cheguem com antecedência aos locais.

Hoje, os participantes farão as provas de redação, linguagens e ciências humanas. O tempo de prova é 5 horas e 30 minutos. Amanhã, terão 5 horas para resolver as questões de matemática e ciências da natureza.

Locais de provas se adequaram às exigências para a realização do concurso (Gabriel Abreu/Revista Cenarium)

Expectativa

Em entrevista à Cenarium horas antes da prova, a estudante Carolina Amaral falou da ansiedade para a prova. “Minhas expectativas são realistas e acredito que o conteúdo não fuja muito do que foi programado. Quanto a aglomerações, não temos muita escolha, é fazer ou não. Infelizmente não foi possível fazer uma mobilização que de fato garantisse o exame sem riscos”, destacou a estudante.

O que pode levar no dia da prova do Enem?

O candidato que participar do exame deve ter em mãos caneta esferográfica transparente de tinta preta. O recomendado é levar duas canetas, caso uma delas não funcione na hora. É obrigatória a apresentação de um documento oficial de identidade. Sem o documento, o candidato não poderá realizar a prova.

Abstenção

O Enem, realizado em meio à segunda onda da pandemia no Brasil, teve abstenção recorde: no primeiro dia, 51,5% dos inscritos faltaram. Já no segundo domingo de provas, o índice chegou a 55,3%. O exame é a principal porta de entrada para o ensino superior no Brasil. Por meio das notas no Enem, os candidatos concorrem a vagas em universidades públicas e bolsas em faculdades particulares.