Após ser criticada em rádio, deputada diz que prefeito de Tefé, no AM, não tem capacidade de gestão e liderança

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – Após o prefeito de Tefé, Normando Bessa (PMN), criticar a deputada estadual Mayara Pinheiro (PP), cobrando ações de política para o município, a parlamentar emitiu nota de esclarecimento à REVISTA CENARIUM sobre as falas do gestor.

Em seus argumentos Mayara diz que é necessário que o gestor assuma a responsabilidade em oferecer os serviços de Saúde à população, ao invés de ocupar o tempo agredindo uma opositora política, devido sua votação “expressiva no município”.

“Não posso ficar calada quando um gestor do Executivo Municipal, sem liderança, culpa uma parlamentar estadual por sua evidente falta de atuação e incapacidade de gestão”, diz Pinheiro.

Na reportagem, veiculada nessa segunda-feira, 11, na REVISTA CENARIUM, Normando questiona, durante entrevista a uma rádio local, onde estaria a deputada que iria “representar o povo de Tefé”. “Saiu daqui com quase 4 mil votos, não mandou uma emenda, nem sequer um abraço para quem votou nela, não mandou uma máscara para a gente, um balão de oxigênio”, desabafa ele.

Por outro lado, a deputada disse à reportagem, que Tefé recebeu recursos do Fundo de Fomento, Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI), “cujas receitas foram desvinculadas por atuação direta minha na Assembleia Legislativa e remetido aos municípios desde o ano de 2019”, informa ela.

“Ele precisa se preocupar em oferecer saúde à população Tefeense, inclusive aos meus eleitores, deixando de lado a política nesse momento e oferecendo saúde a todo e qualquer cidadão como assegura a constituição federal, sob pena de responsabilidade.

Ainda segundo Pinheiro, no ano passado, Tefé recebeu cerca de R$ 2 milhões de emendas parlamentares. Em 2020, até o momento, diz ela, já foram enviados mais de R$ 600 mil ao município, segundo dados do Governo do Estado.

“Contudo, pasmem, a secretaria municipal de Tefé até hoje não prestou contas desses recursos. Para onde foram destinados? Eu e o povo tefeense continuamos no aguardo dessa resposta”, finaliza.

Críticas do gestor

No último sábado, 9, o prefeito Normando Bessa concedeu entrevista para uma rádio local no município, para falar sobre sua gestão e responder aos questionamentos dos interlocutores sobre a situação da Covid-19 na cidade.

Conforme a última atualização do boletim epidemiológico da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), Tefé registrou, na segunda-feira, 11, 362 casos do novo Coronavírus, sendo 21 o total de óbitos. No Amazonas, o total de casos chegou a 12.919, com 1.035 mortes.

Com a quantidade de infectados, o município de Tefé vem vivenciando uma crise na saúde e as críticas recaindo sobre a prefeitura. Em resposta a uma mulher que reclamou do atendimento do hospital da cidade, Normando Bessa foi ríspido e disse que, para os insatisfeito com a saúde local, que procurem outro local para serem atendidos.

Sem resposta

A reportagem entrou em contato com a prefeitura de Tefé, por meio do gabinete pelos números xxxx-x678 / xxxx-x790, obtidos no site da Associação Amazonense dos Municípios (AAM), mas não obteve sucesso.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO