Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
23 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Com informações do Portal IG

ITÁLIA- Arqueólogos do Parque Arqueológico de Pompeia, na Itália, anunciaram a descoberta de uma carruagem cerimonial romana antiga em uma vila nos arredores de Pompeia, a cidade soterrada por uma erupção vulcânica em 79 d.C.

De acordo com os pesquisadores, a carruagem de quatro rodas quase perfeitamente preservada feita de ferro, bronze e estanho foi encontrada “em excelente estado” no pórtico da Villa, em frente ao estábulo onde, em 2018, já tinham sido descobertos restos de cavalos petrificados.

“É uma descoberta extraordinária para o avanço do conhecimento do mundo antigo”, afirma Massimo Osanna, diretor do Parque Arqueológico.

Cinzas e lama protegeram as construções e objetos dos efeitos do tempo (Reprodução/Luigi Spina-Pompeii Sites)

O pesquisador também falou sobre a origem da carruagem. “É um carro alegórico, provavelmente o Pilentum (viatura sagrada) conhecido das fontes, que não se destina ao uso cotidiano nem ao transporte agrícola, mas para acompanhar os momentos festivos, desfiles e procissões da comunidade”, frisou.

“Pompeia continua a surpreender com as suas descobertas e continuará a fazê-lo por muitos anos com vinte hectares ainda para escavar. Mas acima de tudo mostra que é possível promovê-la, é possível atrair turistas de todo o mundo e ao mesmo tempo é possível realizar pesquisas e estudos”, afirmou o ministro da Cultura, Dario Franceschini.

Histórico

Pompeia foi uma cidade do Império Romano e hoje está situada a 22 quilômetros da cidade de Nápoles, na Itália. A antiga cidade foi destruída durante uma grande erupção do vulcão Vesúvio no ano 79 d.C. que provocou uma intensa chuva de cinzas que sepultou completamente a cidade.

De acordo com os registros históricos, a cidade se manteve oculta por 1600 anos, até ser reencontrada por acaso em 1748. Cinzas e lama protegeram as construções e objetos dos efeitos do tempo, moldando também os corpos das vítimas, o que fez com que fossem encontradas do modo exato como foram atingidas pela erupção.

No local, as escavações proporcionaram um sítio arqueológico que possibilita uma visão detalhada na vida de uma cidade dos tempos da Roma Antiga.