Articulação Brasileira de Lésbicas abre inscrições para ‘Curso de Lideranças Lésbicas’ em Manaus

Priscilla Peixoto – Da Revista Cenarium

MANAUS- A Articulação Brasileira de Lésbicas (ABL) está com inscrições abertas para o processo seletivo simplificado para o Curso de Formação de Lideranças Lésbicas. O prazo para se inscrever vai até esta quinta-feira, 21, e ela pode ser feita por meio do preenchimento de formulário do GoogleForms. A formação é gratuita e visa intensificar a inserção de mulheres lésbicas e bissexuais no âmbito político e em iniciativas que garantam o enfrentamento à lesbofobia em todos os foros sociais.

A programação terá 30 vagas disponíveis, e conta com o apoio do Fundo Positivo (Saúde – HIV – Diversidade), estando prevista para acontecer todos os sábados, de 13h as 19h, com início no dia 30 de abril e encerramento previsto para o dia 25 de junho, no prédio do Coletivo Difusão, Rua Guapiaçu nº 16, bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus.

De acordo com a empreendedora e interessada em participar do projeto, Dinha Saraiva, 34 anos, o curso é uma oportunidade para debater e fomentar a elaboração de políticas públicas e fortificar lideranças voltadas aos direitos da população LGBTQIA+, iniciativa em falta no Estado, segundo a chefe de cozinha.

Curso de Formação de Lideranças Lésbicas terá 30 vagas disponíveis (Reprodução/Internet)

“Aqui na cidade de Manaus, infelizmente, não temos muitos grupos, somente de lésbicas, que debatem esses assuntos. Creio que, a partir do curso, nós possamos mudar um pouco mais esse cenário, trazer mais a população lésbica e bissexual para dialogar, discutir, elaborar, criar. Precisamos muito dialogar sobre nossos direitos, saúde e deveres”, diz a empreendedora.

Com direito à certificação ao final da formação para àquelas que apresentarem, ao menos, 75% de presença nas aulas, o curso traz noções de empregabilidade, enfrentamento ao racismo e violência de gênero, direitos humanos, cultura, saúde, educação, além de abordar a história do movimento lésbico.

Para mais detalhes, os interessados podem acessar o endereço eletrônico e conferir o edital completo, antes de preencher o formulário de inscrição com as informações solicitadas. “É uma ferramenta para o empoderamento feminino e acredito que irá fazer o diferencial para quem vai participar“, afirma Dinha.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO