Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
23 de junho de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
Priscilla Peixoto – Da Revista Cenarium

MANAUS – A noite deste sábado, 15, encerrou com a triste notícia do falecimento da atriz Eva Wilma, uma das mais consagradas atrizes do teatro e da televisão brasileira. Aos 87 anos, ela faleceu em decorrência de uma insuficiência respiratória durante o tratamento de um câncer no ovário. Ela estava internada no Hospital Albert Einstein desde o último dia 13 de abril, em São Paulo.

Autores de telenovelas, artistas e colegas de carreira da atriz lamentaram a partida daquela que fazia parte de uma geração ícone da teledramaturgia. O escritor de novelas Walcyr Carrasco foi um dos primeiros a dar a notícia na rede social Instagram lamentando a morte da estrela.

“É um dia em que a gente fica triste. Perde-se uma estrela da maior grandeza. Sem dúvida, uma das artistas mais talentosas do País, que dedicou sua vida à arte. Vá em paz, querida Eva Wilma”, postou Carrasco.

Miguel Falabella também fez uma homenagem à atriz na rede social, onde relembrou um dos primeiros trabalhos feitos por ele na TV Globo. “A primeira cena que dirigi foi com ela e Carlos Zara. Eu estava muito nervoso… Quanta gentileza e generosidade recebi dessa querida colega”, relembra Falabella, que acrescenta: “Estou com o coração partido e os olhos molhados. Mas estou de pé. E daqui, Eva querida, calejo as minhas mãos num eterno e interminável aplauso. Brava! Descanse”, se despediu o ator e autor.

Artistas postaram mensagens de despedidas para atriz (Reprodução Instagram)

A atriz Luciana Vendramini também externou a tristeza pela morte da atriz e postou. “Ano difícil, Eva Wilma partiu, e meu coração dói demais. Descanse em paz, diva de luz”, escreveu a atriz e fã de Eva Wilma.

Sobre Eva Wilma

Eva Wilma Riefle Buckup Zarattini nasceu em São Paulo, em 1933. Enverdou pelo mundo das artes ainda na adolescência, quando começou a fazer teatro na década de 50. Antes de ser atriz, Eva também passou pelo universo das aulas de canto, balé e até piano.

A atriz estreou na extinta TV Tupi em 1952 no seriado “Namorados de São Paulo”, que mais tarde passou a se chamar “Alô Doçura”. Em 1968, Eva Wilma junto a outros artistas participou de uma greve contra a censura na ditadura militar.

Ficou marcada na memória do telespectador com personagens como a dona Altiva da novela “A Indomada” transmitida no ano de 1997, a personagem perversa era conhecida pelo bordão “well, well”. A atriz também gravou na novela “Mulheres de Areia”, no seriado ” Mulher” dentre tantas outras obras ao longo dos seus 70 anos de carreira.