Atleta amazonense representa o Estado no Campeonato Brasileiro de Judô

Priscilla Peixoto – Da Cenarium

MANAUS – O atleta Filipe Filho, 20, vai representar o Amazonas em uma série de campeonatos de judô. No próximo dia 10 de outubro, o judoca inicia a disputa no Campeonato Brasileiro Universitário (JUBs), em Brasília. Em seguida, o faixa preta compete no Campeonato Brasileiro de judô – Classe Sub-21, para atletas com 73 kg – e o Campeonato Brasileiro de Judô – Classe Sênior, realizados em novembro e dezembro, respectivamente, em São Paulo.

Por conta da pandemia e lesões no joelho que necessitaram procedimento cirúrgico, o jovem atleta passou um período de dois anos longe das disputas e do tatame. “Foi muito difícil superar o medo da lesão, mas eu amo competir e faz parte de mim. Não conseguiria viver sem, meu espírito é de competidor. Estou bem motivado e confiante para representar nosso Estado”, conta Filipe.

O judoca é campeão amazonense sub-21 e sênior (Reprodução/ Instagram)

Histórico

Dedicado ao judô desde os cinco anos de idade, ele acumula um histórico de vitórias, classificações e medalhas em sua trajetória. Filipe integrou a Seleção Brasileira de base Sub-18, representando o Brasil no Cadet European Judô Cup, na Cróacia, em 2018. Foi o número um do ranking nacional Sub-18, também em 2018, e integrou a Seleção Amazonense de Judô em todas as classes.

Entre outras conquistas, ele ocupou o 3º lugar na Seletiva Nacional de Judô. Atualmente, o judoca é campeão amazonense Sub-21 e Sênior. Além de esportista, Felipe cursa medicina na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e tenta conciliar, da melhor forma, as duas principais ocupações do cotidiano.

“É bastante complicado, mas quando se faz o que ama se acha um jeito. Treino duas vezes por dia, pela manhã musculação e à noite judô, e no intervalo foco nas aulas da faculdade e estudos, sempre procurando dar meu melhor”, explica o atleta, que já representou o Amazonas em outras cidades do País como Fortaleza, no Ceará, Londrina e Curitiba, no Paraná, Lauro de Freitas, na Bahia, Macapá, no Amapá, Maceió, em Alagoas, São Paulo capital e João Pessoa.

“Não falto um treino para poder recuperar todo esse tempo ‘perdido’. Meu judô vem evoluindo a cada treino”, completa.

Incentivo e patrocínio

Mesmo com uma carreira promissora e currículo de sucesso, Felipe conta que atualmente não possui nenhum patrocínio na carreira e ressalta a leitura que faz do atual cenário esportivo local. “Ainda falta muito incentivo aqui em nosso Estado. Tanto o incentivo financeiro, de apoio, como também há escassez de estrutura de treino, comparado a outros polos do Brasil”, lamenta o atleta.

Filipe e os irmãos, que também são judocas, e o sensei Aron (Reprodução/Instagram)

Apoio familiar

Mas se falta apoio para àqueles que se dedicam ao esporte, Felipe encontra, na família, a torcida e incentivo que o ajuda a prosseguir. O pai e advogado do judoca, Filipe Oliveira do Valle, 56, celebra a evolução do mais velho de três filhos e diz que ele é focado e determinado desde a infância, tanto nos estudos quanto no esporte.

“Acompanhar de perto essa trajetória do Filipe é maravilhoso. Ele sempre foi muito responsável em tudo que faz e desde criança dava sinais de que seria um adulto com garra e determinado. Somos uma família que apoia. É muito bom vê-lo voltando após esse período delicado de lesões no joelho. Tanto ele quanto os irmãos, que também são dedicados ao judô, terão nosso incentivo”, declara o pai.

Ajuda

O Integrante do Fort Judô Clube está à disposição daqueles que desejam incentivar e valorizar a categoria. Para os interessados em patrocinar o judoca, o contato de WhatsApp e telefone é o mesmo: (92) 98123-9282.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO