Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
18 de maio de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Carolina Givoni – Da Revista Cenarium

MANAUS – Uma vistoria liderada pela juíza da 1ª Vara Federal de Justiça, Jaíza Fraxe, na sede da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) nesta sexta-feira, 23, atestou a qualidade de armazenamento das vacinas contra Covid-19. A equipe de auditoria também comprovou a normalidade na programação de entrega dos imunizantes, com vencimento previsto apenas para cinco meses.

Pelo Twitter, a magistrada comentou informações sobre a vistoria. “Transparência na vacinação: Na sede da FVS foi constatado boa organização e não há vacinas vencidas. O lote mais próximo vencerá em setembro e já tem entrega programada. Vamos continuar a vistoria por municípios para saber onde está ocorrendo o represamento. Tudo será informado”, comentou a Juíza.

Na quarta-feira, 21, Jaíza antecipou que faria monitoramento das câmaras frias tanto na FVS-AM, quanto na sede da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). “Quinta e sexta-feira nossa equipe de auditoria da 1a vara federal estará nas câmaras frias da FVS, nos locais de armazenamento da SEMSA e na documentação de recebimento de imunizantes para conferir os lotes e a validade e dar a devida transparência que o assunto precisa e merece”, declarou Fraxe.

Documentação

A FVS também entregou, na última quinta-feira, 22, a documentação relacionada à distribuição das doses de vacina contra Covid-19 à equipe da Justiça Federal. Durante a inspeção, os auditores constataram o envio das remessas dos imunizantes contra Covid-19 para os municípios do Estado; e observaram a data de validade dos lotes das vacinas de reserva técnica armazenados na câmara fria da FVS-AM.

Há 30 dias, o governador Wilson Lima assinou o contrato para compra de 1 milhão de doses da vacina Sputnik V para o estado do Amazonas. Os imunizantes, desenvolvidos na Rússia, chegarão entre abril e julho e a aquisição ocorre por meio do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal. A assinatura ocorreu após criteriosa análise do documento pela Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Ampliação

“Estamos dando um passo importante para a imunização da população do Amazonas contra a Covid-19. A vacina é a nossa melhor arma contra a doença. Somos o estado que mais vacina e minha equipe e eu, com o apoio do Governo Federal, temos a missão de fazer com que o maior número de pessoas seja imunizado o mais rápido possível”, ressaltou o governador.

Em conjunto com Wilson Lima, os governadores dos estados do Acre, Amapá, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins – que compõem o Consórcio de Governadores – efetuaram tratativas para a compra dos imunizantes contra a Covid-19.

No total, o consórcio de estados fará a aquisição de 10 milhões de doses de forma alinhada com o Ministério da Saúde (MS), pelo Programa Nacional de Imunização (PNI).