23 de janeiro de 2021

Mencius Melo – Da Revista Cenarium

MANAUS – Morreu neste sábado, 28, na capital amazonense, um nome que representa capítulos na história da comunicação moderna na região Amazônica. Khaled Ahmed Hauache, empresário do ramo das comunicações, chegou ao norte do Brasil em meados dos anos 1940. Foi regatão, comerciante e empresário do ramo televisivo.

Colono de origem árabe, Khaled Hauache nasceu na região de Damasco, na Síria. Em terras amazônicas iniciou um pioneirismo empresarial fundando nos anos 1960 a TV Ajuricaba. Já nos anos 1990, criou a TV Manaus, empresa que deu origem à TV Em Tempo e agora a TV Norte Brasil. Sua contribuição para o Amazonas é singular.

Em nota, o governador, Wilson Lima (PSC) lamentou o falecimento. “O Governo do Amazonas manifesta profundo pesar pelo falecimento do empresário Khaled Ahmed Hauache, aos 102 anos, neste sábado. Hauache foi um dos pioneiros da televisão no Amazonas, e um dos ícones das comunidades muçulmana e árabe no estado, em especial da colônia síria”, diz o texto.

Autoridades lamentam

“Nossos sentimentos à sua família e amigos. Com certeza, o senhor Khaled Hauache, deixa um legado inegável para todas as gerações no Brasil. Impossível falar de televisão e não se reportar a história deste pioneiro que veio de tão longe e contribuiu de forma ímpar ao progresso do Amazonas e da comunicação”, reconheceu Joelson Silva, presidente da Câmara de Vereadores de Manaus (CMM).

Já o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), declarou: “Um empreendedor nato, visionário e de enorme coração. Assim era o senhor Khaled Hauache, que no final dos anos 1960 foi o pioneiro no Amazonas a investir no segmento de televisão, além de atuar em outros segmentos, como juta e tecidos”, observou Arthur Neto.

Experiente na vida pública do país e em particular do Amazonas, Arthur estendeu as condolências à ex-deputada federal Sadie Hauache, esposa de Khaled. “Eu e minha esposa Elisabeth Valeiko Ribeiro recebemos com tristeza a notícia sobre a morte do Khaled. À querida Sadie, aos filhos, netos e bisnetos, o nosso fraterno abraço”, disse o prefeito de Manaus.

Pioneiros

Khaled Hauache pertence a uma geração que viu a debacle da borracha após o fim da segunda grande guerra e nem por isso deixou de acreditar no Amazonas. Assim como Isaac Sabbá, que criou a Refinaria de Manaus nos anos 1950, Samuel Benchimol que criou a rede de lojas Bemol nos anos 1940, Khaled também deixou marca indelével.

“Khaled Ahmed Hauache fundou a TV Ajuricaba, no final da década de 1960, e a TV Manaus, na década de 1990, que deu origem à TV Em Tempo. No ramo comercial, ele também se destacou no segmento de manufatura de juta e de tecidos, antes mesmo da implantação do Polo Industrial de Manaus (PIM)”, destacou a nota do governador.

A diretora executiva da REVISTA CENARIUM, Paula Litaiff comentou sobre a história de Khaled Hauache. “Ele foi um visionário, acreditou na comunicação como empreendimento para gerar empregos e fazer girar a roda da economia local”, declarou. “Para nós que acreditamos que é possível empreender nesse ramo, ele foi um exemplo”, finalizou Paula Litaiff.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.