Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
17 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Com informações do Estadão

BRASÍLIA – Em meio à alta de mortes pelo novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que a pandemia da Covid-19 é usada de forma política contra ele. O presidente também repetiu que espera que o Supremo Tribunal Federal (STF) mantenha a decisão de abertura de templos religiosos, mesmo no momento crítico da crise sanitária.

“Não vamos chorar o leite derramado. Estamos passando ainda por uma pandemia, que em parte é usada politicamente não para derrotar o vírus, mas para tentar derrubar o presidente”, disse nesta tarde durante a cerimônia de posse do novo diretor-geral brasileiro de Itaipu Binacional, em Foz do Iguaçu.

Crítico às medidas de fechamento adotadas por governadores e prefeitos, o chefe do Executivo foi favorável à liminar do ministro Kassio Nunes Marques que liberou a realização de celebrações religiosas em todo o País, mesmo em locais com medidas restritivas. “Eu acredito que hoje o Supremo vá dar uma boa resposta no tocante a abertura de templos e igrejas”, afirmou Bolsonaro.

Em seu discurso, o presidente também defendeu a busca por medicamentos para o tratamento da Covid-19 e não apenas o “foco” na vacina contra o vírus. Sem entrar em detalhes, ele mencionou que “brevemente” um remédio para a cura do novo coronavírus será apresentado ao mundo.