Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
25 de setembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Com informações O Antagonista

SÃO PAULO – O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi condenado a indenizar a jornalista Patrícia Campos Mello, do jornal “Folha de S. Paulo”, em R$ 20 mil por danos morais. A decisão é de primeira instância e cabe recurso.

Em fevereiro do ano passado, o presidente ofendeu a repórter com uma insinuação sexual: “Ela queria, ela queria um furo. Ela queria dar o furo a qualquer preço contra mim”. Para a juíza Inah de Lemos e Silva Machado, da 19ª Vara do Foro Central Cível de São Paulo, a frase tinha o objetivo de atingir a honra da autora.

“Primeiramente, devemos considerar a profissão da autora, jornalista, conhecida na mídia não só nacional e também o cargo político ocupado pelo réu, a Presidência da República, e, portanto, suas declarações reverberam por todo o País e também no exterior”, afirmou.

A magistrada disse ainda que a defesa de Patrícia conseguiu demonstrar que houve “comentários na rede mundial de computadores sobre a sua honra, em decorrência da frase de ‘dar o furo’, sendo comentários ofensivos. Ainda que o réu não seja por eles responsável, o seu ato deu ensejo a eles”.

Em janeiro deste ano, o deputado Eduardo Bolsonaro já havia sido condenado a indenizar a jornalista em R$ 30 mil por dizer que ela “tentava seduzir [fontes] para obter informações que fossem prejudiciais ao presidente Jair Bolsonaro”. O filho do presidente também compartilhou as alegações em seus perfis nas redes sociais.