Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
17 de maio de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Com informações do Portal Alma Preta

A Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq) está à frente da campanha Vivências nos Quilombos do Brasil, com o objetivo de mostrar a cultura e transmitir os conhecimentos quilombolas para a sociedade em geral.

Feita de maneira coletiva com a união de todos os quilombos do território nacional, o projeto conta com o auxílio da hashtag #vivênciasnosquilombosdobrasil para apresentar a culinária quilombola, tradições, costumes e rotina dos povos tradicionais por meio das redes sociais.

A campanha mostra, por exemplo, a utilização do quiabo-de-Angola, batizado de N’golo, na culinária de Mesquita (Goiás), o plantio agroecológico feito em Ivaporunduva (São Paulo), além da dança afro Sussa/Suça/Sussia, festejada no quilombo Baião (Tocantins). Dessa forma, as tradições quilombolas se tornam mais conhecidas pela sociedade e atraem um olhar mais positivo sobre as comunidades tradicionais.

Iniciativa pretende mostrar que os quilombolas não devem ser associados a problemas estruturais (Reprodução/Instagram)

Segundo a coordenação, a importância da campanha é justamente mostrar que os quilombolas não estão associados a problemas como miséria e vulnerabilidade social e sim à cultura ancestral da comunidade negra. “Somos um povo com boas histórias. Um povo alegre e rico de cultura e saberes”, explica a assessoria de imprensa da Conaq.

Para participar, os moradores das comunidades quilombolas podem postar nas redes sociais usando a hashtag oficial ou enviar fotos, vídeos e histórias à coordenação, explicando o significado de cada tradição e a história que desejam contar.