24 de novembro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Da Revista Cenarium*

MANAUS – O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) em Manaquiri, por meio do promotor de Justiça, Flávio Mota, ajuizou Ação Penal Pública contra Gilson de Mattos Rodrigues, popularmente conhecido como “Rei do skunk”, “Rei do SK” ou “RDK”, e Iarany Magda de Souza por ocultação e posse ilegal de armas. 

No dia 25 de setembro de 2020, por volta das 10h, os denunciados foram presos em flagrante na operação Mamon, realizada pelo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), em um sítio localizado na zona rural do Município onde ocultaram e mantiveram em depósito armas de fogo, acessórios e munições descritas no auto de exibição e apreensão. 

Durante as buscas, a equipe da Polícia Civil encontrou o material ilegal escondido em um fundo falso do guarda-roupa do quarto utilizado pelo casal, na residência do sítio, razão pela qual deram voz de prisão em flagrante aos dois.

Na casa também foram apreendidos carros, R$ 3 milhões em espécie, embarcações e mais seis toneladas de drogas. Ao serem interrogados, Gilson exerceu seu direito constitucional à não-autoincriminação, enquanto Iarany negou a autoria delitiva.

Entretanto, as provas constantes dos autos autorizam inferir que o casal tinha ciência da existência do material bélico no imóvel. A ação que denuncia os investigados pede a condenação do casal pela prática dos delitos e requer ainda que os denunciados paguem, no mínimo, R$100 mil, a título de reparação dos danos morais causados pela infração.

(*) Com informações da MP-AM

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.