Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
15 de junho de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Priscilla Peixoto – Da Revista Cenarium

MANAUS – Em alusão ao mês LGBTQIA+, a REVISTA CENARIUM vai usar a partir desta sexta-feira, 4, e até o final de junho, o ícone com as cores que representam a comunidade mais colorida do mundo. A ação faz parte das diretrizes de acolhimento, respeito e inclusão da empresa que apoia a diversidade, seja ela de raça, religião ou gênero.

No mês em que se comemora o Dia Internacional do Orgulho Gay (28 de junho), a revista vai trazer uma série de posts e conteúdos nas redes sociais abordando o tema em diferentes perspectivas, dando voz e vez ao público tão bem-vindo e já parceiro da Agência que costuma produzir matérias voltadas à comunidade com a Editoria Diversidade.

Inclusive, a editoria é a primeira do Amazonas a abordar temas geralmente considerados tabus, desmistificando preconceitos com abordagens sociopolíticas, socioeconômicas e comportamentais mesclando leveza e estabelecendo uma conexão direta com o público.

Para a Editora Executiva, Carol Givone, é dever de todos acolher, respeitar e apoiar as causas de uma comunidade que luta tanto para terem o direito de serem quem são.

“Estamos no século 21, não é mais aceitável qualquer tipo de comportamento ou discurso de ódio contra a comunidade LGBT. Cabe a nós, diariamente, lembrar nossos amigos, conhecidos e familiares sobre isso. Cabe a nós transformar a sociedade em um ambiente mais acolhedor e respeitoso. A AGÊNCIA CENARIUM acredita nisso”.

Junho é o mês para celebrar a comunidade LGBTQIA+ (Reprodução/Shutterstock)

“Respeito à Pluralidade”

Para a diretora-geral da CENARIUM, Paula Litaiff, a iniciativa é uma forma de utilizar o jornalismo para quebrar tabus e romper paradigmas com sintonia e pluralidade de pensamentos. “Estamos somando esforços para que o jornalismo possa estar em sintonia com os princípios que defendemos. Sempre com respeito à diversidade e à pluralidade de pensamentos”, pondera Paula.

Pedro Paulo, artista e produtor que dá vida para a drag queen Aurora Borel, avalia a importância das empresas, principalmente locais, de abraçarem verdadeiramente as causas LGBTs. “Parece tão pouco né, mas é uma atitude válida, apoiar verdadeiramente dando oportunidade, empregabilidade. É mais que homenagem, quando muda o ícone e associado a isso as políticas internas das empresas são acolhedoras e inclusivas, aí sim temos uma empresa parceira. Acho que esse é o rumo” avalia o produtor audiovisual.

Mês Internacional do Orgulho LGTBQIA+

Dia 28 de junho é o dia que se celebra o orgulho LGBTQIA+, a data teve início no ano de 1969 em Stonewall, nos Estados Unidos, quando houve uma rebelião onde lésbicas, gays e drags confrontaram policiais em durante uma “rebelião” em busca de respeito e advertência contra a homofobia e transfobia.

Na década de 70, o movimento LGBTQIA+ tomou espaço e ganhou força no Brasil, e luta para conquistar uma sociedade livre e sem preconceitos relacionados à orientação sexual e identidade de gênero continuou, porém perdeu força na década de 80, quando houve o boom do vírus HIV, fazendo muitas vítimas, colocando os homossexuais como grupo de riscos e mais vulneráveis até então.

Anos se passaram e, obviamente muita coisa mudou, alguns direitos foram conquistados, porém a luta por espaço, respeito e condições mais dignas e seguras de vida continuam. Viva as diferenças!