Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
17 de maio de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Paulo Bahia – Da Revista Cenarium

O “Cenarium Entrevista” desta quinta-feira, 29, recebe o diretor-presidente do Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon- AM), Jalil Fraxe. Comandado pela jornalista Andréa Vieira, o programa vai ao ar às 21h, nas redes sociais (Facebook, YouTube e Instagram) e no site da Revista Cenarium.

Durante o bate-papo, Jalil falou sobre a atuação do Procon Amazonas na Central Integrada de Fiscalização (CIF), que reúne diversos órgãos do Estado e atuam na fiscalização do cumprimento do decreto que estabelece horário de funcionamento do comércio e também sobre circulação de pessoas em todo o Amazonas.

“O objetivo do Governo do Estado não é punir o empresário, ao contrário, é educá-lo, para que neste momento de pandemia, de dificuldade, nós possamos garantir empregos, renda e também a saúde dos consumidores. Nesse sentido, o Procon Amazonas está integrando a CIF, inibindo práticas abusivas e garantindo que o comércio continue em pleno funcionamento e respeitando as normas que é uma obrigação de todos nós”, disse Fraxe.

Além de estar à frente do Procon Amazonas, Jalil Fraxe Campos é advogado por formação, mestre em ciências do ambiente e sustentabilidade na Amazônia pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), doutorando em ciências do ambiente e Sustentabilidade na Amazônia na Ufam e também professor convidado do Programa de Pós-graduação da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Ainda durante o programa, Fraxe ressaltou que, entre janeiro e a terceira semana do mês de abril, o órgão registrou mais de 300 notificações em estabelecimentos que descumpriram os protocolos de segurança sanitária contra a Covid-19, além de outras irregularidades identificadas em postos de combustíveis, no preço da cesta básica e do gás. De acordo com o titular do Procon AM, no ranking de reclamações do órgão estão: concessionária de energia e empresas de internet e telefonia.

Fraxe destaca a importância da conscientização e colaboração da população no combate à pandemia. “Nós vivemos em um País livre e com base nessa liberdade nós não podemos abusar. Estamos passando por dificuldade, várias mortes diariamente no Brasil e no mundo e ainda assim temos pessoas que ainda insistem em fazer festa, em se reunir, de forma a colocar em risco todo um Estado e todo um País. Contamos com o apoio de todos para vencermos esta pandemia”, acrescentou.