26 de fevereiro de 2021

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – A cheia dos rios que atinge o Estado do Acre já deixou milhares de famílias desabrigadas e chegou ao interior amazonense. Por essa razão, Boca do Acre, município localizado no extremo Sul do Estado, decretou na última sexta-feira, 19, situação de emergência. Com isso, estimativas apontam que 5.481 pessoas já foram atingidas pela subida dos rios.

Segundo a prefeitura municipal de Boca do Acre, ao todo são 1.393 famílias da região afetadas pela enchente do rio Acre e Purus. Considerando a população da Zona Rural, são cerca de 1.800 famílias atingidas. Por esse motivo, o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) instaurou no sábado, 20, um Procedimento Administrativo para fiscalizar as ações no local.

Veja também: Cheia dos rios no Acre já deixou mais de 130 mil pessoas atingidas na capital e no interior

Além das enchentes, Boca do Acre sofre os impactos da Covid-19. (Divulgação/Prefeitura)

Boca do Acre possui uma população estimada em 34 mil pessoas, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A cidade fica a 144.80 quilômetros de Rio Branco, sendo um dos municípios mais atingidos pela Covid-19 no Amazonas, com 2.252 infectados e 19 óbitos pelo doença. Desde a semana passada, os transtornos com as enchentes se agravaram.

Famílias

Somente no Bairro do Gado, o maior do município, são 417 famílias atingidas, compostas por 1.669 pessoas. A cheia também prejudica ainda 322 famílias e 1.352 moradores do bairro Macaxeiral. Confira abaixo um quadro de dados atualizados sobre os bairros afetados pela enchente:

Os rios transbordaram e alagaram várias ruas da cidade. No sábado, 20, a cota de transbordamento dos rios Acre e Purus (19 metros) foi superada e atingiu 19,60 metros. O nível de transbordamento total é de 20 metros, segundo dados da Defesa Civil Municipal.

Quadro de atualização sobre a situação de emergência causada pela enchente. (Reprodução/Internet)

Por meio das redes sociais, o prefeito Zeca Cruz (PP) afirma que instalou uma força-tarefa para ajudar moradores desabrigados. “Sabemos que esse é um momento muito difícil pela qual nosso município está passando. No entanto, com a ajuda de Deus, iremos passar por esse momento com muita garra e agradecendo a Deus por estar conosco”, salientou

Ajuda

Além disso, o município implantou uma medida emergencial para auxiliar as pessoas em caso de precisarem de atendimento médico. O S.O.S Emergência, que está disponível a partir desta segunda-feira, 22, segundo a prefeitura de Boca do Acre. O número para contato é (97) 98117-0777.

Diante da situação, o Ministério Público e a Polícia Militar abriram uma campanha de arrecadação de alimentos e produtos de limpeza para serem doados à população atingida. De acordo com o MP-AM, os donativos estão sendo recebidos na sede do MP, em Boca do Acre, e no quartel da 5ª Companhia Independente de Polícia Militar.