25 de fevereiro de 2021

Priscilla Peixoto – Da Revista Cenarium

MANAUS – Falar sobre sexo ainda é tabu mesmo em 2021. Quando se trata da sexualidade feminina é quase certo surgirem polêmicas e dificuldades para falar sobre tal tema com liberdade e clareza. Apesar das mulheres serem mais abertas às discussões extremamente saudáveis sobre assuntos envolvendo sexualidade, o prazer feminino ainda não é visto com bons olhos por muitos, mas, aos poucos, cada vez mais mulheres têm se permitido a busca pelo prazer e conhecimento do próprio corpo.

Afinal, quanto mais domínio ela tiver do próprio corpo, mais prazer ela terá.  E, se tratando de prazer, justamente a mulher que é tão reprimida nesse quesito, é também quem tem a sorte de possuir um órgão voltado totalmente para o prazer. Sim, estamos falando dele, joia preciosa e poderosa capaz de despertar sensações únicas e deliciosas que fazem muito bem para a saúde mental e corporal: o “senhor” clitóris.

Nome bem conhecido, mas pouco explorado e desvendado, até mesmo pelas mulheres que têm a benção de possuí-lo. Esse órgão mágico, que apesar de ter uma única função (dar prazer), possui várias características e curiosidades. Para ajudar você a ficar mais íntimo desse órgão que adora um estímulo sempre que possível, com o auxílio de uma sexóloga, listamos algumas informações interessantes sobre ele, confira:

Veja a arte que mostra de forma simples a estrutura de um clitóris.
(Samuelknf/Revista Cenarium)

1– O clitóris tem como significado a palavra-chave, ele faz parte da vulva e tem ao todo 8 mil terminações nervosas (disponíveis e voltadas tão somente para o prazer sexual feminino), sem esquecer que, além disso, ele tem ligação com mais de 15 mil terminações nervosas no corpo, enquanto o pênis tem em média 4 mil; ou seja, o orgasmo feminino tem tudo para ser mais intenso se a mulher for estimulada de forma correta;

2– Ele cresce. O clitóris pode desenvolver durante toda a vida de uma mulher, principalmente quando chega a fase da menopausa.

3– Por falar em crescimento, se você pensa que o clitóris é apenas aquele pontinho mágico, você está enganado. Nem todos sabem, mas esse maravilhoso órgão tem em média 10 centímetros na sua parte interna. E por ser justamente na parte interna, até pouco tempo se tinha o real tamanho do clitóris.

4– Ele tem ereção. Não, você não leu errado. O clitóris também fica ereto. Isso acontece porque tanto o clitóris quanto o pênis têm a mesma origem embriológica. Quando uma mulher fica excitada, uma maior quantidade de sangue passa a irrigar o órgão que fica com maior  ‘volume’, podendo aumentar de 5, até a 2 cm, facilitando a estimulação e contato físico.

5– Ele não envelhece. O que significa que se depender dele, a mulher tem a mesma capacidade de chegar ao orgasmo independentemente da idade. Não podemos esquecer que mesmo com toda capacidade do clitóris, chegar ao orgasmo também leva em conta outros fatores. Na menopausa, por exemplo, há toda uma questão hormonal e o ressecamento da vagina, dificultando o orgasmo.

6– Possibilita orgasmo múltiplos. Isso acontece por conta do não relaxamento imediato após o ápice e os músculos clitorianos continuam ativos e caso continuem sendo estimulados chegam a novos orgasmos. Um presente para as mulheres.

7-Nenhum clitóris é igual. É um órgão tão especial que cada mulher tem um diferente. Uns menores, outros maiores (sempre parecidos, mas nunca iguais). Daí justamente a importância do toque, da estimulação e do e se descobrir para saber de qual forma a mulher sente mais prazer, seja sozinha ou com parceiro.

Vale lembrar que todas as informações contidas no texto estão sob a chancela da doutora Neyla Siqueira, formada em psicologia e sexóloga em formação pela Associação Brasileira dos Profissionais de Saúde e Educação dos Terapeutas Sexuais (Abrasex).