6 de março de 2021

Com informações do G1

MANAUS – O Brasil registrou, em janeiro, 29.558 mortes por Covid-19, segundo dados apurados pelo consórcio de veículos de imprensa junto às secretarias de Saúde do país. O número é o terceiro mais alto desde o início da pandemia e o maior desde julho, quando o país teve o recorde mensal de mortes pela doença.

Cinco Estados tiveram recordes de óbitos, e cerca de 10% das mortes do país foram vistas no Amazonas. Janeiro também é o segundo mês consecutivo em que as mortes de um mês superam as do mês anterior. O aumento percentual em relação a dezembro é de 35,5%.

As médias móveis diárias calculadas pelo consórcio de imprensa também apontam que houve uma tendência nacional de aumento nos óbitos por 14 dias consecutivos de janeiro, do dia 8 ao dia 21.

O dado referente a janeiro foi calculado subtraindo-se as mortes totais de dezembro (194.976) do total de mortes até 31 de janeiro (224.534). Os números dos meses anteriores foram determinados com a mesma metodologia.

Recordes de mortes nos estados

Cinco estados tiveram recordes de mortes mensais em janeiro: Amazonas, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná e Rondônia.

Com 2.832 óbitos por Covid no mês passado, o Amazonas teve 9,6% do total de óbitos no país. O estado tem mostrado, de forma ininterrupta, uma tendência de alta diária na média móvel de mortes por Covid desde 22 de dezembro.

Em Manaus, o colapso dos sistemas de saúde, com a falta de oxigênio nos hospitais, fez com que mais de 300 pacientes tivessem que ser transferidos para outros estados e que cilindros com o gás tivessem que ser doados pela Venezuela. Até agora, ao menos 14 estados já receberam pacientes do Amazonas.