Com Covid-19 amenizada, AM volta à fase laranja da pandemia; confira mudanças no decreto de restrição

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – Após 15 dias de flexibilização do funcionamento do comércio não essencial, o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), anunciou neste sábado, 20, novos ajustes no decreto que restringe a circulação de pessoas. As novas medidas entram em vigor na segunda-feira, 22, com validade de 15 dias. O Estado voltou à fase laranja da Covid-19, o que representa risco menor de contaminação da doença, se comparada à fase vermelha.

Segundo Wilson Lima, o reajuste às medidas restritivas se deve principalmente, por conta da queda no número de casos, internações e mortes pelo novo coronavírus. Até essa sexta-feira, 19, o boletim da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) registrou o total de 337.351 pessoas infectadas pela doença, sendo 11.743 mortes pela Covid-19.

Veja como ficou o novo decreto:

  1. A restrição de circulação de pessoas continua de 21h às 6h
  2. Fica facultado o retorno das escolas da rede privada do nível infantil e creches; e ensino fundamental 1 e 2, desde que não excedam a ocupação das salas de aula
  3. Fica facultado o funcionamento dos cursos técnicos, estágios e superior relacionados à área da saúde
  4. Fica autorizado o ensino presencial mediado por tecnologia em zona rural e educação indígena da rede estadual de ensino
  5. Fica facultado, a cada secretaria do Estado, o retorno das atividades essenciais dos servidores, respeitando os critérios dos grupos de riscos
  6. Flutuantes que funcionam como restaurante, com Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) primário, ficam autorizados a abrir de 9h às 16h, sem música ao vivo e com 50% da ocupação de segunda a sábado
  7. Salões de beleza, barbearias, clínicas de estética e similares funcionarão nas seguintes condições: para aqueles que ficam em shoppings centers seguem o horário de funcionamento desses centros comerciais; para aqueles não localizados nos shoppings, o horário será de 9h às 18h
  8. Academias e esportes em todas as modalidades: somente as aulas individuais serão permitidas, de segunda a sábado, no horário de 6h às 20h
  9. As marinas e os cursos de arrais amador ficam autorizados a abrirem de 6h às 16h, de segunda a sábado
  10. O transporte em embarcação a jato pode ser realizado com 70% da ocupação

Taxa de transmissão

Mesmo com o País passando pelo colapso na rede de saúde, o Amazonas apresentou a menor taxa de transmissão entre os Estados brasileiros, com o indicador em 0,9. Ou seja, 1 em cada 100 pessoas infectadas poderá transmitir o vírus para outras 90 pessoas. “O nosso desafio hoje é manter essa redução e só vamos conseguir isso por meio da participação das pessoas”, pontuou o diretor-presidente da FVS-AM, Cristiano Fernandes.

De acordo com o governador Wilson Lima, o Amazonas passa para a fase laranja da pandemia do novo coronavírus, que representa risco moderado da Covid-19. O Estado estava na fase vermelha da Covid-19, de risco alto da avaliação de risco da pandemia e segunda mais elevada da escala (a primeira é a fase roxa).

Vacina

Na manhã deste sábado, 20, o Amazonas recebeu a nona remessa com 221.800 mil doses de vacinas contra a Covid-19, no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. Segundo o governo, é a segunda maior remessa já recebida pelo Estado, que já contabiliza o recebimento de 1.034.620 doses. Desta vez, chegaram ao todo 180 mil doses da vacina AstraZeneca e 41.800 doses da CoronaVac.

Com a nova remessa, o governo afirma que será possível concluir a vacinação de pessoas com idades entre 60 e 64 anos. O Amazonas é o Estado do País que mais vacinou contra a Covid-19, sendo líder no ranking de vacinação. De acordo com os dados parciais do Programa Nacional de Imunização, da FVS-AM, até a sexta-feira, 19, foram aplicadas 495.614 doses de vacinas em todo o Estado, sendo 383.345, de primeira dose, e 112.269, de segunda dose.

A partir de domingo, dia 28, policiais militares e civis e corpo de bombeiros do Amazonas, de acordo com Wilson Lima, serão 100% vacinados. “É hora de proteger aquelas pessoas que nos protegem no dia a dia”, pontuou o governador.

Sputnik

Wilson Lima anunciou, ainda, a compra da vacina russa contra o novo coronavírus, a Sputnik. De acordo com o governador, um contrato com a distribuidora da vacina será assinado nesta segunda-feira, 22, para a compra de um milhão de doses do imunizante, no valor de R$ 76 milhões de investimento.

“Há um compromisso do Ministério da Saúde em assumir esse compromisso em pagar essas doses. Se o Ministério da Saúde assim o fizer, essas doses irão para o programa nacional de imunização e serão distribuídos igualitariamente em todos os Estados. Se isso não acontecer, o Estado do Amazonas paga esses R$ 76 milhões e a gente vai fazer essa vacinação de acordo com as orientações do PNI, que é atendendo aqueles grupos prioritários”, finalizou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO