Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
1 de dezembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Iury Lima – Da Cenarium

VILHENA (RO) – Após um ano e cinco meses sem pisar em um pátio dentro dos portões de instituições de ensino, estudantes boa-vistenses de escolas públicas municipais retornam, nesta segunda-feira, 13, às atividades presenciais em salas de aulas. As aulas estavam suspensas desde o dia 16 de março do ano passado e agora acontecem em modelo escalonado, com 50% das turmas em sala e os outros 50% de maneira remota, contando com revezamento entre os alunos ao longo do ano letivo, além da possibilidade de escolha pelo modelo online integralmente.

Ensino ocorre de maneira escalonada para mais de 43 mil alunos da capital de Roraima. (Leo Costa/ Prefeitura de Boa Vista)

Ensino escalonado

Boa Vista tem 125 escolas municipais divididas entre a Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos, atendendo a mais de 43  mil estudantes.

Neste momento, as instituições adotam o ensino escalonado: a cada semana, 50% da turma estudará dentro das instalações do colégio, enquanto a outra metade permanecerá em casa, ainda na modalidade remota, havendo a intercalação entre todos os estudantes matriculados, conforme o decorrer do ano letivo.

Por isso, os pais que optarem por manter seus filhos em casa, em razão do receio em relação ao atual cenário da Covid-19, devem procurar a escola para manifestar o interesse.

Precauções

De acordo com a Prefeitura de Boa Vista, além de seguir escalas, as atividades serão realizadas sem aglomerações, “seguindo todos os protocolos de segurança já adotados nas escolas”. “As unidades estão preparadas, contam com torres de álcool nos ambientes, termômetro para medição da temperatura, máscaras foram entregues às crianças e tem álcool em gel disponível nos setores”, informou a prefeitura da capital roraimense.

Professores e alunos contam com EPIs, aferição de temperatura corporal e totens de álcool em gel espalhados pelos corredores das escolas. (Leo Costa/ Prefeitura de Boa Vista)

O executivo também informou que os professores farão uso de viseiras de proteção facial. Já nos ambientes internos e externos, haverá adoção do distanciamento social, bem como dentro das salas de aulas, quadras e refeitórios.

Covid-19 em Roraima

O Estado menos populoso do Brasil e, por consequência, da Amazônia Legal, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tem, até esta segunda-feira, 13, quase 127 mil infectados pelo Sars-Cov-2, vírus causador da Covid-19, conforme os dados da Secretaria de Estado da Saúde de Roraima (Sesau).

O Estado aplicou 516.143 doses de vacinas desde o início da imunização, sendo 341 mil pessoas atendidas com a primeira dose, 164 mil com a segunda e, 10.490, com única dose, segundo a Sesau.

Já a dose de reforço, também chamada de terceira dose, começou a ser aplicada hoje, na capital, para idosos a partir de 70 anos e imunossuprimidos (pessoas com baixa imunidade).

Além disso, a capital confirmou o primeiro caso da variante Delta. Sem dar detalhes sobre o paciente, o resultado foi divulgado no último dia 9 de setembro pela Secretaria Municipal de Saúde (SMSA). 

Sem resposta

A reportagem da Revista CENARIUM questionou a Secretaria Municipal de Educação (Semuc) e a SMSA sobre o índice de vacinação dos professores e demais colaboradores escolares de Boa Vista, bem como sobre a existência de algum protocolo de monitoramento de possíveis casos de Covid-19 dentro das escolas, mas não obteve respostas.