Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
18 de maio de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Carolina Givoni – Da Revista Cenarium

MANAUS – No momento em que o Brasil possui a média móvel de mais três mil mortes por covid-19, o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), sob uma falsa sensação de superação da pandemia, declarou à imprensa internacional, no último fim de semana, que pretende comemorar o fim da emergência sanitária com um show de Bono Vox, da banda U2. A imunização contra Covid-19 atingiu apenas 6% da população da Amazônia Legal, que parece estar distante de vencer o vírus.

A declaração foi feita durante entrevista de David Almeida ao jornal The New York Times via PBS TV, ambos veículos de comunicação norte-americanos. Almeida justifica a fala, dizendo que Bono Vox é declaradamente um defensor da Amazônia, o que “atrairia os olhares do mundo para as coisas boas da cidade e da população”. “Sonho que um dia nós possamos celebrar isso aqui, para que o mundo olhe para cá com uma grande celebração. E nós vamos em busca do apoio do Bono Vox”, falou em declaração que repercutiu negativamente nas redes sociais e portais de notícias.

Covid-19 no Brasil

Na noite desta segunda-feira, 12, a média móvel de mortes por covid-19 no Brasil nos últimos sete dias chegou a 3.125 óbitos. É a pior média móvel de mortes pela doença desde o dia 1º de abril (3.119). O quantitativo foi divulgado pelo consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia no Brasil que já contabilizou 355.031 óbitos e 13.521.409 casos da doença.

Retorno à fase vermelha

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), por meio do Boletim Diário de Covid-19, edição de nº 374, informa o diagnóstico de 489 novos casos de Covid-19, totalizando 358.920 casos da doença no Estado, até esta segunda-feira, 12. De acordo com o boletim, foram confirmados 14 óbitos por Covid-19, sendo cinco ocorridos no dia 11/04 e nove óbitos foram encerrados por critérios clínicos, de imagem, clinicoepidemiológico ou laboratorial, elevando para 12.271 o total de mortes.

Na capital, de acordo com dados da Prefeitura de Manaus, nesse domingo, 11, foram registrados oito sepultamentos por Covid-19. O boletim acrescenta, ainda, que 39.468 pessoas com diagnóstico de Covid-19 estão sendo acompanhadas pelas secretarias municipais de Saúde, o que corresponde a 11% dos casos confirmados ativos.

Entre os casos confirmados de Covid-19 no Amazonas, e internados em Manaus, há 593 pacientes, sendo 270 em leitos clínicos (48 na rede privada e 222 na rede pública), 312 em UTI (76 na rede privada e 236 na rede pública) e 11 em sala vermelha, estrutura voltada à assistência temporária para estabilização de pacientes críticos/graves, para posterior encaminhamento a outros pontos da rede de atenção à saúde.

Há, ainda, outros 118 pacientes internados considerados suspeitos e que aguardam a confirmação do diagnóstico. Desses, 84 estão em leitos clínicos (16 na rede privada e 68 na rede pública), 27 estão em UTI (todos na rede pública) e sete em sala vermelha.

No boletim consta, também, que há outros 215 pacientes internados com Covid-19, na rede pública de saúde do interior do Estado, conforme informado pela Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM). São 22 em Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) e 193 em leitos clínicos.

Aglomerações

A matéria publicada pela REVISTA CENARIUM, na manhã desta segunda-feira, mostrou vídeo de internauta denunciando aglomeração na praça do Eldorado, no bairro Parque 10, zona Centro-Sul de Manaus, confirmando esse sentimento de que “o pior já passou”, mesmo com a variante P.1 circulando no Estado. As desobediências da população às regras sanitárias demonstram a negligência e o pouco caso prevalentes no comportamento coletivo.

Embora a prefeitura de Manaus tenha anunciado a vacinação para pessoas a partir de 18 anos de idade, não se trata de um público tão abrangente, por serem somente indivíduos com comorbidades.

De acordo com o novo calendário da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), os portadores de diabetes mellitus, obesidade grave e cardiopatias, de todas as faixas etárias a partir de 18 anos, tiveram a vacinação “antecipada” até o último sábado, 10.

Em plena pandemia, David Almeida fala em festa “do fim da covid”

100 dias

Ao completar 100 dias de gestão, o chefe do Executivo Municipal está envolto a uma série de polêmicas, desde a vacinação das gêmeas Gabrielle e Isabelle Lins, as médicas recém-formadas nomeadas em janeiro e exoneradas após o recebimento do imunizante contra a Covid-19, as nomeações de ex-vereadores na Fundação Municipal de Cultura e Turismo (Manauscult) e da esposa do vice-governador Carlos Almeida, todos exonerados após repercussão negativa,

O serviço de pavimentação somente em frente à casa dele, que funciona como “comitê político”, também foi um dos motivos de revolta entre os moradores do bairro Morro da Liberdade, zona Sul de Manaus. A residência oficial do prefeito está situada na Ponta Negra, zona Oeste da cidade.

Internautas reagiram com sarcasmo à fala do prefeito

Em estado de alerta

Manaus, de acordo com entrevista concedida pelo epidemiologista Jesem Orellana à REVISTA CENARIUM nesta segunda-feira (12), segue em estado de alerta e não pode baixar a guarda em relação às medidas de contenção da Covid-19. “Estamos repetindo os erros de 2020, com a sensação de que o pior já passou, mas com o agravante de estarmos em companhia do implacável P.1 e de uma falsa sensação de que a vacinação de grupos de risco seja o suficiente para conter novo avanço do SARS-COV-2”, alertou o especialista.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.