Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
27 de outubro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – O quarto candidato à Prefeitura de Manaus a participar da “Sabatina Técnica” da REVISTA CENARIUM, Capitão Alberto Neto (Republicanos), afirmou nesta quinta-feira, 29, que buscará parcerias com empresas privadas para investir em causas sociais e na primeira infância, com a construção de creches infantis para a capital amazonense.

Segundo o postulante, ao ser questionado pela vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Amazonas (OAB-AM), advogada Grace Anny Benayon, a cidade tem um grande potencial de crescer ao lado do Polo Industrial de Manaus (PIM), principalmente, pela facilidade do setor de se adaptar às tecnologias globais.

“Vamos investir na primeira infância. Manaus não tem creches, não tem nenhuma creche de zero a três anos. Usar recursos do Polo Industrial, fazer parcerias por um incentivo tributário, isso vai ser conversado, vai ser discutido, mas que há um interesse. Até mesmo para a empresa divulgar que cuida do povo do Amazonas, porque cuidar do meio ambiente é cuidar das pessoas”, pontuou o candidato.

O capitão Alberto Neto salientou, ainda, que já levou propostas paras empresas como Yamaha e Positivo, da Zona Franca de Manaus, que visem o benefício social. Segundo o parlamentar, quando a primeira infância ganha investimento, a criança/aluno vai passar a ter melhor desenvolvimento com benefício profissional que pode, futuramente, favorecer às empresas.

“Já levei essa proposta para Yamaha e Positivo, para que a empresa pense em cuidar do nosso Estado e da nossa cidade não apenas a questão ambiental, mas cuidar das pessoas. Quando você investe na primeira infância, esse aluno vai desenvolver bem a sua vida educacional, ele vai ter resultados com maior produtividade para sua empresa. É uma parceria de ganho a ganho. Ela vai fazer uma propaganda que está cuidando, fazendo o seu trabalho social; a prefeitura vai construir e vai ter creches de primeiro mundo de maneira rápida, porque a iniciativa privada sabe fazer isso muito bem”, finalizou.