Com pico da Covid-19 em 24 horas, Tefé inicia lockdown a partir desta terça-feira

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – A prefeitura de Tefé, a 522 quilômetros de Manaus, adotou ao lockdown (isolamento total) a partir desta terça-feira, 5. O decreto foi anunciado foi feito pelo prefeito Normando Bessa (PMN), por meio de suas redes sociais na noite de segunda-feira, 4, e publicado hoje no Diário Oficial dos Municípios (DOM). A medida fica em vigor até o dia 15 de maio deste ano, entre os horários de 15h às 6h do dia seguinte.

🚨URGENTE🚨O Comitê de Crise e Enfrentamento do Covid-19, em reunião com as instituições que compõem o mesmo, vem…

Publicado por Normando Tefé en Lunes, 4 de mayo de 2020

Nesse período, conforme o decreto Nº 307, de 4 de maio de 2020, fica proibida a circulação e aglomeração de pessoas nas vias públicas, além de estabelecimentos comerciais e instituições bancárias e lotérica. Poderão transitar apenas os funcionários e instituições que estão atuando diretamente em combate ao novo Coronavírus.

“Estaremos adotando medidas mais severas para frearmos essa disseminação. A partir das 15h estaremos adotando o trancamento total (lockdown). Continuamos insistindo que as pessoas respeitem a quarentena para que nem ela e nem a família dela sejam vítimas do Covid-19”, disse o prefeito.

Somente nas últimas 24h, Tefé registrou 37 novos casos da Covid-19 e contabiliza 113 casos confirmados da Covid-19. 189 casos suspeitos, 18 pessoas internadas, 8 óbitos e 15 pacientes curados da pandemia.

Em todo o Estado, o número de municípios que passam de 100 casos da doença chega a 12, contando com Tefé. Manacapuru é onde concentram o maior número de infectados entre as cidades do interior, ficando atrás apenas da capital Manaus. Veja:

Manacapuru (585); Tabatinga (232); Parintins (221); Iranduba (176); Itacoatiara (140); Tefé (137); Coari (134); Maués (129); Santo Antônio do Içá (126); Rio Preto da Eva (120); Careiro Castanho (111); Carauari (103);

Autazes (88); Presidente Figueiredo (84); São Paulo de Olivença (77); Benjamin Constant (41); Anori (40); Tonantins (34); Urucará (31); Amaturá (30); Tapauá (26); Nova Olinda do Norte (25); Boca do Acre (24); Lábrea (21); Maraã (19); Itapiranga (17) Manaquiri (17); Careiro da Várzea (16); São Gabriel da Cachoeira (16); Fonte Boa (13); Beruri (12); Novo Airão (12); Silves (12); e Novo Aripuanã (11).

Os municípios de Barreirinha, Borba e Urucurituba têm 9 casos cada um. Manicoré tem 7 casos. Caapiranga e Codajás têm 6 casos cada um. Barcelos, Canutama e Santa Isabel do Rio Negro têm 5 casos cada. Jutaí tem 4 casos. Eirunepé e São Sebastião do Uatumã têm 3 casos cada um. Humaitá tem 2 casos. Os municípios com apenas um caso confirmado são: Alvarães, Anamã, Atalaia do Norte, Boa Vista do Ramos, Juruá e Nhamundá

O decreto

Não se aplicam aos efeitos do decreto de lockdown, da prefeitura de Tefé, os seguintes casos:

I – Em situação de transporte de pacientes para postos de saúde e hospital;

II – Profissionais da saúde, da segurança pública, proteção ao patrimônio,
limpeza e afins, indo ou voltando dos seus turnos de trabalho;

III – Veículos e pessoas com missão de prestar serviços públicos essenciais,
tais como, fornecimento de energia elétrica, água, telefonia e internet;

IV – Servidores públicos federais, estaduais e municipais, desde que, em
missão institucional ou prestando serviços essenciais;

V – Pessoas em comprovada necessidade urgente de comparecer a unidades de tratamento de saúde e/ou hospital;

VI – Aos Advogados que estiverem acompanhando eventuais constituintes
junto as autoridades policiais;

VII – Funcionários que prestam o serviço de Delivery;

Este último, conforme o art 3º do decreto, o serviço de delivery fica permitido desde que disponham de estrutura para atender seus clientes respeitadas as normas de higiene e prevenção.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO