Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
23 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Com informações do Estadão Conteúdo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira, 24, que a partir desta sexta-feira, 26, será aplicado no Estado um toque de restrição das 23h às 5h, entre 26 de fevereiro e 14 de março. A medida acontece devido ao recorde de pessoas internadas em São Paulo desde que o primeiro caso foi registrado no País. Ao todo são 6.500 pessoas internadas em leitos de UTI.

“Temos que adotar essa medida para proteger vidas, proteger a vida dos brasileiros em São Paulo. Nós não temos nenhuma satisfação em adotar uma medida como essa, mas temos a necessidade de aplicá-la para proteger vidas”, disse Doria, nesta quarta-feira, durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Segundo o governador, “sem vidas não há consumo”. “Mortos não consomem. Mortos penalizam famílias, entristecem cidades, regiões”, afirmou o tucano.

Coordenador do Centro de Contingência Contra a Covid-19, Paulo Menezes, declarou que, “se olharmos para o futuro, temos uma visão bastante preocupante”. Ele disse que, se a tendência atual se manter, pode haver esgotamento de leitos de UTI em três semanas.

No Estado de São Paulo, a situação do interior é a que mais preocupa. Algumas cidades, como Araraquara, chegaram a determinar “lockdown” para tentar reduzir a transmissão do vírus. São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, também anunciou nesta semana toque de recolher entre 22h e 5h e adiou a volta às aulas presenciais, que seriam no dia 1º de março.