Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
17 de novembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Luís Henrique Oliveira e Luciana Bezerra – Da Revista Cenarium

MANAUS – A Amazônia tem uma importância fundamental para o planeta e para a vida humana como um todo, e mais ainda para ribeirinhos, populações tradicionais e indígenas que têm uma conexão vital com os rios e dependem da sua preservação para viver. E no Dia da Amazônia, comemorado neste sábado, 5, ativistas, autoridades políticas, crianças e famosos escreveram ‘cartas para Amazônia’ e enviaram à REVISTA CENARIUM.

Mas antes é importante saber quem é esta ‘figura’ que tanto falamos. A floresta tropical amazônica cobre boa parte do noroeste do Brasil e se estende até a Colômbia, Peru e outros países da América do Sul. É a maior floresta tropical do mundo, famosa por sua fauna e flora únicas. Além de ser atravessada por milhares de rios, entre eles o maior do mundo, o Amazonas.

(Divulgação/ Secom)

“Essa é uma data significativa não só para o Brasil e o mundo, mas principalmente para nós que vivemos aqui na região, porque é o momento de pensar em tudo que a Amazônia nos proporciona e na responsabilidade que temos de preservá-la. O Governo do Estado tem trabalhado para fazer isso de forma efetiva, seja no combate rigoroso aos crimes ambientais ou na criação de políticas inovadoras como as concessões florestais, que têm um potencial enorme de geração de renda para o cidadão do interior a partir do uso sustentável das nossas riquezas”.

Wilson Lima, governador do Amazonas
(Alex Pazuello/ Semcom)

“A Amazônia, bem governada, é nossa embaixadora junto à comunidade mundial. Maltratada, é nosso calcanhar de Aquiles”, afirmou o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, ao lembrar o Dia Internacional da Amazônia. “Infelizmente, o Brasil dá as costas, historicamente, para essa importância estratégica da Amazônia e, de forma mais dramática, na gestão do presidente Jair Bolsonaro que, além de ignorar nossas riquezas biogenéticas, nossa imensa riqueza de água doce, a contribuição da floresta em pé para levar chuvas as outras regiões e nos colocar no topo da cadeia de sequestro de carbono, estimula economias predatórias como o garimpo e a agroindústria no seio da floresta e até mesmo em terras indígenas, em total desconexão com a ordem mundial pelo estabelecimento de economias ecologicamente sustentadas”, disse o prefeito.

Arthur Neto, prefeito de Manaus
(Reprodução/ Internet)

“A importância da Amazônia em todo o mundo é que a gente possa cuidar. É tempo do cuidado, com a criação, cuidado com os povos, cuidado com a vida que está presente nessa imensa Amazônia”

Paulo Xavier, pároco da Igreja de São Sebastião
(Arquivo Pessoal)

“Infelizmente não temos muito o que comemorar. A Amazônia tem uma importância enorme para o mundo e esse momento as pessoas precisam refletir sobre como se deve olhar para esse bioma natural. Temos um Ministério do Meio Ambiente que parece está mais do lado do agronegócio do que da preservação. Isso é extremamente preocupante, porque o mundo está caminhando para o esgotamento dos recursos naturais e o que se destrói, dificilmente voltará”

Ademar Vieira, ilustrador e roteirista
(Semcom/ Divulgação)

“Hoje é uma data muito importante. Não é bem uma data comemorativa, pois, como você sabe, o desmatamento está cada vez maior. Inclusive dados do Inpe apontam que o desmatamento tem crescido a cada ano. É um momento para a gente repensar como seres humanos e ainda mais para a gente que mora em meio à floresta, pois, quando se desmata uma árvore ou suja um rio, nós mesmos estamos nos matando. É um momento para a gente se alertar e se conscientizar. É um momento de lutar como indígena, negro ou branco. É um momento de termos esse único pensamento. Pois ali existe vida. Se a Amazônia fosse uma mulher, eu diria: Amazônia, somos a resistência. Tentaram nos matar, mas esqueceram uma coisa importante, onde há raiz, há vida e por isso, sobrevivemos”.

Antonio Nelson Júnior, secretário Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade
(Divulgação)

“Amazônia é nossa mãe terra, a mãe que sempre semeou o amor e que abraçou todos os filhos. Que nesse dia tão especial lembremos da importância de cuidar dela para garantir o futuro das próximas gerações. Sem Amazônia não há vida!”

Márcia Novo, cantora e compositora amazonense
(Luciana Bezerra/ Revista Cenarium)

“O mais importante, no Dia da Amazônia, é que os governantes entendam realmente a importância da Amazônia para o planeta e que os recursos sejam aplicados na preservação da floresta”

Cristiane Ferreira Barbosa, frentista
(Arquivo de família)

“Parabéns Amazônia e desculpas pelo que estão fazendo. Se você morrer a gente morre junto. Minha vontade é dar um soco em quem está fazendo isso com você…”

David Reis, estudante
(Arquivo de família)

“Agradeço porque nos traz frutos, oxigênio e sem ela morreríamos. Temos que cuidar porque sem ela estamos condenados a morrer…”

Benjamim Reis, 9 anos, estudante
(Luciana Bezerra/ Revista Cenarium)

“A Amazônia é vida. Porém, as pessoas esquecem de cuidar e preservar a floresta. A maioria dos rios estão poluídos e o futuro é agora. Quando chove entope tudo. Portanto, a população também precisa fazer sua parte. Tenho um filho de 2 anos. Será se quando ele crescer ainda haverá floresta?”

Débora Nascimento Auanario, operadora de caixa
(Divulgação/Instagram)

“A Amazônia é sem duvida a nossa maior riqueza nacional. É preciso portanto refletir sempre sobre a importância da manutenção dos serviços ecossistêmicos que ela presta ao Planeta, lembrando de que nesse contexto estão as cidades e as suas populações. Nós indígenas somos conhecidos como guardiões da floresta e esse é o momento de clamarmos ao mundo para olhar com amor e consciência para a Amazônia porque ela é de todos. Tentaram nos matar, porém, esqueceram de cortar nossas raízes, por isso, somos a resistência”

We’e’ena Tikuna, estilista indígena
(Arquivo famíliar)

“A floresta é onde vivem os animais e agente tem que cuidar da casinha deles”

Sofia Santos, 5 anos, estudante
(Divulgação)

“É um dia importante para reflexão sobre o momento que a Amazônia passa, do aumento do desmatamento e das queimadas ilegais, mas também é para se pensar na Amazônia como oportunidade para o nosso futuro, uma nova economia com bases mais sustentáveis, com alto agregação dos valores dos produtos que são importantes para a economia, tem aí açaí, cacau, todas as áreas de manejo. Há uma possibilidade muito grande de ampliação da participação da bioconomia da nossa região. Então, esse é o momento. Que essa data não seja apenas de reflexão, mas sim, de ação em prol e em busca do desenvolvimento sustentável da nossa região”

Eduardo Taveira, secretário de Estado de Meio Ambiente

De acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), entre agosto de 2019 a julho de 2020, o desflorestamento amazônico cresceu mais de 34%. Isso demonstra que o bioma já perdeu áreas equivalentes a países como França e Espanha.

E mesmo com dados alarmantes e a sombra de um governo que dificilmente pune suspeitos de crime ambiental, é importante que a sociedade prossiga resistindo e lutando para uma Amazônia preservada.