Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
25 de junho de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Com informações da assessoria

MANAUS – O Conselho Municipal de Cultura (Concultura), em sua reunião mensal realizada nesta quarta-feira (5/5), fez um registro de pesar pela morte do ator e humorista, Paulo Gustavo, por Covid-19, ontem, no Rio de Janeiro, pelos bons serviços prestados às artes cênicas e no humorismo nacional, que muito contribuiu para manter a moral e a motivação da população brasileira no enfrentamento à pandemia. “Paulo Gustavo era um artista sensível, carismático, que tinha o talento de animar e motivar as pessoas em um momento obscuro e confuso, como a pandemia, e acabou sendo vítima, infelizmente, dessa doença”, lamentou o presidente do Concultura, Tenório Telles.

O criador de Dona Hermínia — e de outros personagens inesquecíveis — estava internado desde 13 de março no Hospital Copa Star, em Copacabana, na Zona Sul. A piora no quadro de saúde do ator aconteceu na noite de domingo, 2. Paulo Gustavo vinha apresentando melhoras significativas, chegou a ter redução de sedativos e bloqueadores e interagir com médicos e também com o marido, Thales Bretas. À noite, no entanto, sofreu uma embolia pulmonar.

Outros temas

Entre as pautas da reunião desta manhã, estava o retorno das reuniões presenciais, aprovado pelos conselheiros por unanimidade, seguindo todos os protocolos de medidas de segurança e prevenção ao coronavírus.

Os conselheiros foram convidados pelo presidente a participarem de um sarau, na próxima semana, na praça Dom Pedro II, para celebrar o novo momento do local, que passa por um processo de revitalização, com segurança 24 horas e o retorno dos moradores do entorno que voltaram a frequentar a praça depois de longos anos.

Além desses temas, os conselheiros também debateram sobre a realização de um estudo sobre o formato do novo festival folclórico de Manaus, que deve ocorrer assim que condições sanitárias permitirem. De acordo com o Concultura, os artistas dos grupos folclóricos serão consultados para a construção de um formato, que poderá ser virtual ou presencial.