Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
25 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
Com informações da Veja

Um estudo da Universidade de Colorado-Boulder, nos Estados Unidos, chegou à conclusão que as bebidas alcoólicas podem ser mais prejudiciais para o cérebro do que a maconha. Os pesquisadores notaram uma diminuição do volume cerebral entre pessoas que ingeriam cerveja, uísque e afins, mas não entre os usuários de cannabis.

Participaram da pesquisa mais de 850 adultos e 430 adolescentes. Todos relataram os hábitos de consumo de álcool e maconha e passaram por exames de neuroimagem.

A diminuição do volume cerebral sugere uma perda de diversas capacidades cognitivas. Além disso, já foi associada as mais diversas doenças que afligem o sistema nervoso central, de Alzheimer a depressão.

Ao site Medical News Today, Kent Hutchinson, coautor do estudo, disse: “Enquanto a maconha tem efeitos negativos, definitivamente não chega perto das consequências negativas do álcool”.

Mesmo assim, os pesquisadores levam as conclusões com cautela. Na entrevista, Hutchinson afirma que o histórico de artigos científicos sobre o consumo da maconha varia.