Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
25 de junho de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Com informações do O Globo

BUENOS AIRES – Na maior parte do ano passado, o Uruguai foi apontado como um exemplo de como evitar que o coronavírus se espalhasse, enquanto os países vizinhos lutavam contra o aumento do número de casos e mortes.

O bom momento do Uruguai acabou. Na última semana, a taxa de mortalidade per capita por Covid-19 do País da América do Sul foi a maior do mundo, alcançando 14,23 mortes por milhão de habitantes no dia 13 de maio, segundo o site Our World in Data, da Universidade de Oxford.

Até este dia, pelo menos 3.252 pessoas morreram no País de apenas 3,4 milhões de habitantes de Covid-19, de acordo com o Ministério da Saúde, e o número diário de mortos ficou na média de 50 na última semana.

Seis dos 11 países com as maiores taxas de morte per capita hoje estão na América do Sul, onde a pandemia está deixando uma marca brutal de desemprego, pobreza e fome crescentes. Em sua maioria, os países da região não conseguiram adquirir vacinas suficientes para imunizar suas populações rapidamente.