Criança morta durante deslizamento de terra em Manaus sonhava em ser ‘tiktoker’

Ívina Garcia — Da Revista Cenarium

MANAUS — “Eu podia perder tudo, eu não me importava, só para ter minha filha de volta”, a frase é de dona Francisca dos Santos Pinheiro, mãe da pequena Raika Mirela dos Santos Pinheiro, de 7 anos. Aos prantos, a mulher ainda não acredita na perda da filha. A criança estava sentada na cama do quarto quando o barranco desabou em cima dela durante a forte chuva que atingiu Manaus na manhã desta segunda-feira, 17.

Moradora da Rua Curió, bairro Fazendinha, zona Norte de Manaus, a mãe de Raika disse à REVISTA CENARIUM que planejava levar a menina e seus outros irmãos, de 12 e 9 anos, para se vacinar no shopping, mas Raika falou que ainda não era a vez deles tomarem e deu a ideia de passearem no shopping.

Por volta das 9h, a menina já estava se arrumando, ansiosa para passear com a família, quando a chuva começou. A mãe das crianças disse para a menina que eles iriam sair depois que a chuva passasse, porque estava muito cedo e os outros irmãos ainda dormiam. Raika foi então para o quarto, onde ficou sentada na cama, encostada na parede.

Francisca relata que foi nesse momento que o barranco cedeu e eles correram, mas Raika não conseguiu sair a tempo e acabou sendo soterrada. “A gente saiu correndo, um pedaço do muro caiu em cima do meu marido e eu estava com as outras crianças.”, lamenta a mulher, que diz se sentir culpada por não ter conseguido salvar a filha.

Leia também: Criança de 7 anos fica soterrada após deslizamento de barranco durante chuva em Manaus

Sonho Interrompido

A mãe de Raika Mirela disse, ainda, que ela era uma criança muito carinhosa, adorava brincar na rua e tinha o sonho de ser ‘tiktoker’. Raika tinha mais de 20 vídeos publicados na rede social e vários vídeos com sua família, de quem recebia total apoio.

“Ela era muito ativa, adorava dançar, cuidava dos irmãos, me trazia café na cama, eu não sei o que vou fazer sem minha filha, não consigo acreditar que ela está morta”

A menina estudava em uma escola pública do bairro, e era uma aluna dedicada e estudiosa. Uma vizinha de Raika conta que ela sempre ajudou todo mundo, apesar da idade, ela se preocupava com a família e amigos, era sempre muito participativa, brincalhona, risonha e educada.

Ajuda

A família de Raika é de origem humilde, vieram de Maués para Manaus e perderam tudo com o deslizamento, eles não possuem parentes na capital e por enquanto irão dormir em casa de vizinhos próximos que resolveram ajudar a família. O velório da pequena Raika será realizado na igreja do bairro Fazendinha e a família está aceitando doações de qualquer valor, para comprar roupas e alimentos.

Quem quiser ajudar pode fazer doações por meio do Pix 92984460970, a conta está em nome de Cleuce de Oliveira Brasil.

Veja os vídeos de Raika

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO