Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
26 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

MANAUS – Ainda este mês (dezembro) acontecerá o 3º módulo do curso Impactos da Atividade Garimpeira e a Defesa dos Direitos dos Povos Tradicionais do Brasil. O evento é resultado de uma parceria firmada entre a Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV-Fiocruz), a Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP-Fiocruz) e o WWF-Brasil. 

O objetivo é contribuir para a formação de lideranças comunitárias que militam contra a expansão da atividade garimpeira na Amazônia e em defesa dos direitos dos Povos Tradicionais Brasileiros.

O curso é direcionado para lideranças indígenas, lideranças jovens, representantes de comunidades quilombolas e ribeirinhas, entre outras, e que vivam em áreas do Brasil que estejam sob a influência direta ou indireta da atividade garimpeira.

Para a pesquisadora Ana Claudia Vasconcellos (EPSJV/Fiocruz), o curso é de fundamental importância, pois colabora para análise e a reflexão sobre o tema, favorecendo a construção de argumentações em defesa dos direitos dos povos tradicionais.

“Quando tivemos a oportunidade de debater os resultados da pesquisa com as lideranças indígenas, percebemos o quanto seria importante falar com mais clareza sobre o impacto do garimpo e sobre como ocorre a contaminação humana e ambiental pelo mercúrio. Por meio do curso, buscamos empoderar essas lideranças incentivando o conhecimento técnico sobre o tema”, completou Vasconcellos.

Com informações do WWF