5 de dezembro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Gabriel Abreu – Da Revista Cenarium

MANAUS – A poucos metros da estação de tratamento de esgoto do Programa Água para Todos (Proama) e em frente a um dos pontos turísticos de Manaus, a ‘Ponta das Lajes’ ou Torre da Embratel localizada na Zona Leste de Manaus, segue abandonada e sem projetos concretos para o local. Nesta quinta-feira, 18, a reportagem da REVISTA CENARIUM esteve no local e constatou que a área é bastante frequentada para lazer e pesca, porém quem utiliza o lugar deixa a natureza tomada por lixo.  

Com vista para o Encontro das Águas, a prefeitura chegou a anunciar que no local seria construído o “Memorial Encontro das Águas”, para fomentar o turismo na região. O projeto foi feito pelo renomado arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer, mas não saiu do papel. Outra solução dada em 2014 ao espaço foi receber o Fun Park para os amazonenses acompanharem os jogos da Copa do Mundo, só que a ideia também não foi para frente.

A ‘Ponta das Lajes’ apresenta um terreno grande e plano de 45 metros a nível do rio com acesso a uma praia perene. E aparentemente do setor privado, possuía alguns gradis que foram furtados por vândalos. Para chegar até a areia, é necessário passar por uma trilha dentro da mata. Um dos rastros deixado pelo homem e que chama atenção, é a grande quantidade de lixo jogado durante todo o percurso.

No local, a equipe constatou muito lixo descartado, incorretamente, na natureza (Ricardo Oliveira/ Revista Cenarium)

Vivências

Frequentadoras do local, as irmãs Adriana Silva e Sheila Santos relataram que frequentam o local há bastante tempo. Adriana, por exemplo, contou que desde os 16 anos sempre comparece ao local com a família. Ela mora no bairro Puraquequara, também localizado na Zona Leste e que no local deveria ser feito um projeto de lazer.

“Aqui deveria fazer um projeto bem bonito para os turistas e até para área de pesquisa. Porque aqui tem muitas coisas que quando você desce para a praia tem a floresta e que deveríamos dá valor o que a natureza nos entrega. Só que as autoridades só prometem e não dão um devido valor a essa área da cidade, estamos abandonados”, desabafou Adriana.

As irmãs Adriana (à esquerda) e Sheila (à direita) sempre realizam a coleta do lixo do local que durante os fins de semana que recebe bastante pessoas (Ricardo Oliveira/ Revista Cenarium)

Já a dona de casa Sheila Santos relata que sempre que vai ao local recolhe o lixo que é deixado por frequentadores durante o fim de semana e pede que seja colocada uma lixeira pública para que seja dado um devido fim ao lixo jogado na areia e no rio Negro.

“As pessoas deveriam ter consciência de pelo menos recolher o lixo, tenho certeza que não fazem isso na casa deles. Eu toda vez que venho aqui tenho que recolher o lixo que é deixado pelas pessoas. Aqui durante o fim de semana fica muito cheio, mas ninguém tem a coragem de pegar o que consumiu e descartar num lugar adequado, pois o lixo que é consumido vai todo para o rio e acaba poluindo ainda mais”, desabafou Sheila.

Posicionamentos

Em nota, a Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom) informou que houve um estudo para a viabilidade de um projeto próprio para a ‘Ponta das Lajes’, bairro Colônia Antônio Aleixo, Zona Leste de Manaus, conhecida como “Ponta Branca”, e também um antigo projeto do arquiteto Oscar Niemeyer, para o espaço, intitulado Memorial Encontro das Águas. Mas por conta de não receber repasses do Governo Federal, não conseguiu executar os projetos para área.

“No local, um mirante de 45 metros de altura, possibilitaria uma vista privilegiada para o Encontro das Águas. No entanto, para sua viabilidade, o Executivo Municipal contava com recursos do governo federal, que não foi concretizado. O próprio autor da proposta, o deputado estadual Serafim Correa, se propôs a destinar recursos de emenda parlamentar, mas seria uma parte pequena para a execução da obra”, diz nota enviada pela Prefeitura de Manaus.

Já a assessoria de comunicação do deputado estadual e ex-prefeito de Manaus, Serafim Correa (PSB), disse que o parlamentar destinou recursos para a infraestrutura. “O deputado encaminhou emenda ano passado para execução neste ano. Foi para infraestrutura do acesso (que hoje está precário) para o local”, informou a assessoria.

Confira reportagem completa da TV WEB:

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.