24 de novembro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – A Prefeitura de Manaus prorrogou o prazo de interdição da praia do complexo turístico da Ponta Negra, na Zona Oeste da cidade. De acordo com o decreto Nº 4.942, publicado no Diário Oficial do Município (DOM), a nova medida vigora até o dia 31 de dezembro de 2020.

O complexo voltou a ser fechado em 18 de setembro deste ano, após a prefeitura detectar um aumento de casos de Covid-19 e de internações. Além disso, denúncias registraram banhistas desrespeitando o distanciamento social recomendado por especialistas, para evitar o contágio e a disseminação do novo Coronavírus.

No decreto desta terça, a prefeitura explica que considerou o cenário epidemiológico da pandemia de 12 de novembro de 2020, que “evidencia o aumento do número de casos confirmados em Manaus e no Estado do Amazonas”.

Segundo o documento, a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) registrou ainda um aumento de internações na capital, com uma taxa de ocupação de 73,04% nos leitos de UTI e de 49,67% nos leitos clínicos destinados à Covid-19 na rede pública e privada de saúde.

“A situação ainda demanda o emprego urgente de medidas de prevenção, controle e contenção de risco, danos e agravos à saúde pública, a fim de evitar a disseminação da doença no município”, diz trecho do decreto.

Praia lotada

A praia da Ponta Negra é o cartão postal da maior capital Amazônia e um lugar preferido para os banhistas aos finais de semana. No entanto, mesmo em meio a recomendação de especialistas da área da saúde para o distanciamento social por conta da Covid-19, a população que vivenciou o primeiro ápice da pandemia no Brasil, com a superlotação de hospitais e a abertura de covas comuns, feitas para enterrar vítimas da doença, continuou desrespeitando as medidas sanitárias.

A REVISTA CENARIUM, em meados de agosto de 2020, flagrou uma cena inesperada para um ano pandêmico, cuja doença é transmitida principalmente pelo ar e que os testes para vacinação ainda estão em andamento: na praia da Ponta, os visitantes e vendedores ambulantes disputavam espaço na areia com as rodas de samba e a turma da “pelada”. Conforme registrado pela reportagem, tudo se via, menos gente com máscara de proteção. 

Aglomeração Praia da Ponta Negra, 02/08/2020 (Ricardo Oliveira – Agência Cenarium)

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.