Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
29 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Com informações da Veja

SÃO PAULO – O delegado Alexandre Saraiva, ex-superintendente da Polícia Federal no Amazonas, comemorou a Operação Akuabduba, desencadeada pela PF na manhã desta quarta-feira, 19, para investigar crimes como a facilitação de contrabando envolvendo madeiras da Amazônia.

Um dos alvos de busca e apreensão é o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que se tornou seu desafeto. O delegado já havia encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma notícia-crime acusando o ministro de interferir a favor de madeireiros que atuam na Amazônia e que haviam sido alvo de uma operação da PF. Logo após a operação desta quarta-feira ter sido divulgada pela imprensa, Saraiva citou uma frase bíblica, o salmo 96.12, em seu perfil no Twitter. “Regozijem-se os campos e tudo o que neles há! Cantem de alegria todas as árvores da floresta”, escreveu.

A PF está cumprindo 35 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal, Pará e São Paulo. O STF determinou o afastamento preventivo de dez agentes públicos do Ibama e do Ministério do Meio Ambiente. A investigação começou a partir de informações internacionais sobre exportação de madeira ilegal.