Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
28 de novembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Da Revista Cenarium*

MANAUS – As estatísticas confirmam a extrema vulnerabilidade das mulheres no Brasil. Elas sofrem um estupro a cada 11 minutos, colocando o País no ranking do 5° com o maior número de mortes violentas de mulheres.

Ao observar essas estatísticas e, por ter passado mais de um ano trabalhando na Delegacia da Mulher e ter percebido que muitas não conheciam seus direitos, o delegado João Tayah desenvolveu um E-book (livro eletrônico) para esclarecer o papel do Estado e também das políticas públicas de proteção às mulheres vítimas de violência.

Muito ativo nas Redes Sociais, Tayah explica que recebe diariamente vários pedidos de ajuda oriundos de mulheres vitimas de violência, que pedem orientação sobre como proceder. “Então resolvi fazer para disseminar este conhecimento de uma forma simples e didática, para que qualquer pessoa possa compreender a lei”, diz.

No material ele colocou esclarecimentos técnicos e experiências sobre a temática. Para facilitar o entendimento, buscou utilizar tópicos explicativos sobre: tratamento constitucional e legal do tema; quem pode ser vítima; tipos de violência; Jurisprudências sobre o assunto r outros assuntos.

No mês em que a Lei Maria da Penha completou 14 anos, ressalta a importância de mudar a mentalidade da sociedade na questão de gênero, entretanto é o momento de celebrar a existência dessa lei, que foi criada para combater a violência contra a mulher”, destaca.

“A obra é uma maneira simples de transmitir o aprendizado que adquiri durante minha atuação na Delegacia da Mulher, em Manaus, onde atuei por um ano”, conclui.

(*) Com informações da assessoria