Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
27 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Da Revista Cenarium*

ORIXIMINÁ, PA – No segundo maior Estado da Amazônia Legal, na cidade de Oriximiná (a 820 quilômetros de Belém, no oeste do Pará), o delegado Willian Fonseca, que é formado pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), está surpreendendo na corrida à Prefeitura do município. Ele nunca havia se candidatado a cargos eletivos e agora disparou na preferência do eleitorado local.

Em pesquisa realizada pela empresa Action Pesquisa de Mercado e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número PA-05168/2020, Delegado Fonseca, como é conhecido, ultrapassou seus concorrentes e está em primeiro lugar com 33,8%, à frente do segundo lugar, Ângelo Ferrari, que obteve 32,6% na sondagem. O resultado da pesquisa foi divulgado nesta terça-feira, 20.

“Vou de casa em casa, pedindo o voto de cada eleitor e conquistando a confiança de todos. Não tenho medo, tenho Deus no coração. Não queria ser político, mas foi uma decisão do povo, um chamado do povo e que eu atendi”, diz o delegado.

Filiado ao PRTB, partido do vice-presidente Hamilton Mourão, Delegado Fonseca concentrou seus esforços para conquistar um espaço ocupado historicamente pela elite local. O segundo colocado na pesquisa é um conhecido nome de Oriximiná, que agora foi ultrapassado e rivaliza com o novato pela prefeitura. Ângelo liderava as intenções de voto, mas foi superado pelo delegado na terceira semana de campanha.

Popular nas redes sociais e presente em caminhadas pelas ruas e comunidades do município, Fonseca conquistou a preferência dos eleitores mais escolarizados e do público feminino. Seu slogan de campanha “Por uma Oriximiná livre” expressa o que ele pensa de si próprio e da conjuntura política local. Oriximiná tem 74 mil habitantes e uma forte atividade de extração de minérios como uma das principais atividades econômicas.

A pesquisa registrada TSE está disponível para consulta neste link. Foram ouvidos 600 eleitores em Oriximiná, no PA, do dia 5 a 9 de outubro. A margem de erro amostral de 4,0% para mais ou menos.

(*) Com informações da assessoria