Desembargadores Thury e Lins assumem o comando do TRE-AM e confirmam eleição para outubro

Carolina Givone – Da Revista Cenarium

MANAUS – Está confirmada a data das eleições deste ano, para outubro, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM). A informação foi divulgada durante a solenidade de posse dos desembargadores Aristóteles Lima Thury e Jorge Manoel Lopes Lins como presidente e vice-presidente, respectivamente, para o biênio 2020-2022 do TRE-AM, que ocorreu virtualmente nesta quinta-feira, 7.

Aristóteles Lima Thury, presidente empossado, contou em seu discurso todo o histórico de carreira, desde a primeira comarca no interior até a presidência. “Durante 11 anos estive no interior do Estado, onde adquiri todo o conhecimento que obtenho. Essa carga de experiência faz de mim, o magistrado que sou hoje. Nesse momento, tenho certeza que minha jornada será exitosa, em parceria a todos os marinheiros desta grande Nau pelo próximo biênio”, declarou.

A cerimônia foi presidida pelo desembargador João de Jesus Abdala Simões, onde diversas personalidades e autoridades do Estado discursaram via conferência. João Simões em sua despedida da presidência da Corte, disse estar agradecido pela jornada e mencionou os desafios atravessados durante o biênio 2018-2020.

“Completo mais um ciclo como magistrado e gestor no TRE. O momento é de felicidade e antecipada saudade. A presidência desta casa me preencheu em dias e noites. Nas eleições gerais de 2018, nosso comitê de gestão de notícias falsas foi um dos trabalhos especialmente reconhecidos pela sociedade. O legado que deixo sobre a digitalização de 100% das biometrias dos eleitores, só foi possível pelo trabalho incansável de todo corpo técnico de magistrados e operacionais. Isso é um conquista e orgulho para todos”, afirmou Simões.

Os novos gestores, cujo desafio maior é conduzir as próximas eleições municipais, foram escolhidos para as vagas em sessão do dia 17 de março, pelo Pleno do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM).

O TRE-AM é composto por sete membros titulares (dois desembargadores, dois juízes de direito, um juiz federal e dois juristas) e igual número de substitutos nas respectivas classes. Cada integrante tem o mandato de dois anos, podendo ser reconduzido por igual período.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO